O Ministério de Minas e Energia (MME) já avisou: até 2016, todas as lâmpadas incandescentes terão que ser retiradas do mercado. Medida tomada para reduzir o consumo de energia elétrica no País.

Apesar da mudança, nada precisará ser modificado dentro de casa, uma vez que as lâmpadas que poderão substituir a incandescente – como as fluorescentes compactas, as alógenas e a led -, já possuem a mesma base padrão de encaixe (E27).

Anualmente, no Brasil, são vendidas 100 milhões de lâmpadas fluorescentes, contra 300 milhões de incandescentes. O que significa que 70% da população ainda tem, pelo menos, uma lâmpada deste tipo em casa, apesar de seu maior gasto energético.

Além disso o baixo preço das lâmpadas incandescentes é uma ilusão, uma vez que possuem vida útil de três a dez vezes menor que as fluorescentes compactas. A duração pode ser até 50 vezes maior no caso das Leds.

Com a medida – já adotada em países como Estados Unidos, Inglaterra, Itália, Colômbia, Austrália e Argentina, como lembra José Fernando Mendes, do programa de eficiência energética da Philips –, em 2030, o Brasil deverá obter uma economia de cerca de 10 terawatts-hora (TWH/ano).

Valor equivalente a mais do que o dobro do obtido com o Selo Procel, que indica os produtos com melhores níveis de eficiência energética dentro de cada categoria.

Fonte :Ig

Bookmark and Share

No dia mais quente do ano os termômetros viraram atrações turísticas, em Niterói. Na sexta-feira, (28) centenas de pessoas pararam para ver a curiosa marca de 44º C que marcava em alguns dos termômetros da cidade. De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) a temperatura no Estado do Rio chegou a 41,4ºC, a mais quente deste verão.

De acordo com a meteorologista do Inmet Marlene Leal as temperaturas continuam altas neste fim de semana, passando dos 38ºC. “A previsão é de temperatura bem elevada nesse fim de semana. Isso porque o ar está bem seco impossibilitando a formação de nuvens de chuva sobre o estado”, explicou Marlene informando que a temperatura deve cair partir de terça ou quarta-feira.

Praias em Niterói – O Instituto Estadual do Ambiente (Inea) divulgou um relatório informando quais são as praias recomendadas aos banhistas. Em Niterói, há cinco praias em boas condições, mas três destas apresentam restrições. Quem for às praias de Piratininga, Camboinhas e Itaipu deve evitar os trechos de poluição e as saídas próximas ao Canal de Itaipu.

Já nas praias de Itacoatiara e Sossego, o mar está totalmente liberado aos banhistas. Ainda em Niterói, o banho não é recomendado nas praias do Gragoatá, Boa Viagem, Flechas, Icaraí, São Francisco, Charitas, Jurujuba, Eva, Adão.

Fonte: O Fluminense

Bookmark and Share

Uma quantidade de chuva acima da média pegou de surpresa a Região Serrana, que agora contabiliza prejuízos materiais e humanos. O drama faz lembrar a tragédia vivida por Niterói no ano passado, mas, de acordo com o Ministério Público estadual, os problemas não impuseram uma mudança de postura em termos de prevenção.

Diante da ausência de medidas efetivas, o órgão impetrou uma ação civil pública contra a prefeitura e conseguiu uma liminar que a obriga a apresentar, em dez dias, um diagnóstico das áreas de risco e as ações que devem ser adotadas neste verão.

A liminar requer ainda a elaboração, em até 90 dias, de um plano diretor de contenção, estabilização e proteção de encostas sujeitas à erosão e deslizamentos — exigência presente na Lei Orgânica do município. A prefeitura informou que vai recorrer da decisão.

Em algumas comunidades, ruas permanecem sob terra. Várias casas do Morro do 340, do Caramujo e da Ititioca estão cheias de lama, com pessoas morando a poucos metros de encostas.

Clique aqui e veja locais em situação de risco em comunidades de Niterói.

Fonte: O Globo

Bookmark and Share

Um levantamento feito por um escritório especializado em direito imobiliário de São Paulo mostra que aumentou em 136% as ações ajuizadas na capital, contra as seis maiores construtoras. Todas as ações são por atraso na entrega das chaves.

Um dos casos é do casal Letícia Garcia Peinado e Markus Vinicius Colotti, que estão com casamento marcado para segunda-feira (24) e ambos não têm onde morar.

“Vamos casar e cada um vai ficar na casa dos pais. Isso é o pior de tudo”, diz Markus. “A gente vai para lua de mel, volta no dia 31, e cada um vai para sua casa”, afirma Letícia. “A gente está pagando tanta coisa que não tem condições de alugar outro imóvel”, diz Markus.

O apartamento que o casal comprou na planta era para ter ficado pronto em abril do ano passado, o que não aconteceu.

Continue lendo…

Bookmark and Share

O dinheiro já está em mãos, mas a festa de casamento é apenas no fim do ano. O que fazer para não ver o capital acumulado com muito esforço ser corroído pela inflação até lá?

Especialistas sugerem aplicações de renda-fixa para situações como esta, em que o poupador já conseguiu juntar os recursos – ou parte deles – necessários para o objetivo de curto prazo

As sugestões são os Certificados de Depósito Bancário (CDB) e os Títulos do Tesouro Direto.

CDB DI
(Certificado de Depósito Bancário indexado ao Depósito Interbancário)

Como a inflação está alta, a aposta dos especialistas é de aumento dos juros, o que eleva o ganho com o CDB DI, que são títulos atrelados à taxa básica de juros brasileira, a Selic.

Os certificados são comprados em bancos ou outras instituições financeiras e, na hora da aquisição, os clientes devem tentar negociar uma boa taxa de retorno (um percentual do ganho fica com o banco). Especialistas afirmam que o cliente pode conseguir até 102% do rendimento da aplicação. O mínimo aceitável é 97,5%. Se o rendimento líquido em 11 meses for de 8,7%, o investidor terá no momento do resgate R$ 65,2 mil.

Continue lendo….

Bookmark and Share

O ano de 2010 terminou com o valor recorde de R$ 1,27 trilhão em impostos pagos pelos brasileiros, segundo cálculos do Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT). Neste ano, será preciso um bolso ainda mais fundo: a previsão do instituto é de que a arrecadação cresça cerca de 10%, para R$ 1,4 trilhão.

Com o objetivo de pressionar por uma maior eficiência dos gastos públicos, o IBPT deve lançar, neste ano, o “Gastômetro”. O indicador, que será “parceiro” do Impostômetro, deve funcionar como mais uma ferramenta de denúncia da elevação da carga tributária e vai mostrar para a população o destino do dinheiro da arrecadação.

A ideia é criar uma espécie de ranking dos principais destinos dos recursos arrecadados e identificar quanto o governo efetivamente despende para pagamentos de dívidas, folha de pagamento, custeio, previdência e investimentos.

Fonte: G1

Bookmark and Share

Um dos mais celebrados prêmios de design do mundo, o Wallpaper Awards Architecture, acaba de eleger o Rio de Janeio como a melhor cidade arquitetônica do mundo, passando à frente de Chicago, Johanesburgo, Oslo e Hong Kong, as outras finalistas.

No prêmio, que conta com mais 10 categorias, como melhor restaurante, melhor produto de beleza e melhor prédio público, o Rio foi lembrado tanto por suas obras históricas como por projetos que o preparam para receber a Copa do Mundo em 2014 e as Olimpíadas em 2016.

Continue lendo….

Bookmark and Share

Desde o último dia 12/01, quando foi lançada a campanha S.O.S Região Serrana, a movimentação é intensa na sede do Viva Rio e no ginásio do 12º Batalhão da Polícia Militar de Niterói, onde também estão sendo recolhidos donativos para os desabrigados da região serrana.

Saiba como ajudar

> Doações em dinheiro:

Banco do Brasil
Ag.: 1769-8
C/c.: 411396-9
Viva Rio
CNPJ: 00343941/0001-28

> Postos de coleta de donativos:

– Viva Rio
Rua do Russel, 76, Glória – Rio de Janeiro.

– 12º Batalhão da Polícia Militar de Niterói
Rua Jansen de Mello, s/nº (logo que desce da ponte).

– Metrô Rio. Estações: Ipanema/General Osório, Siqueira Campos, Botafogo, Carioca, Glória, Largo do Machado, Catete, Central, Saens Peña, Nova América/Del Castilho e Pavuna;

– Shopping Iguatemi
Rua Barão de São Francisco, 236 – Andaraí.

> Principais necessidades:
– Água mineral;
– Alimentos não perecíveis e de pronto consumo (massas e sopas desidratadas, biscoitos, cereais);
– Leite em pó;
– Cesta básica;
– Eletrodomésticos;
– Colchões;
– Roupa de cama e de banho e cobertores;
– Materiais de limpeza;
– Kits de higiene pessoal;
– Fraldas descartáveis etc.

> Eventos parceiros:

– Feira Hippie de Ipanema. Dia 23/01 (domingo), na Praça General Osório, das 7:00 às 19:00h. Saiba mais.

> Informações:
Viva Rio: 2555-3750
Programa de Voluntariado do Viva Rio: 2555-3785 ou 2555-3750 ramais 3325, 3326, 3256.

Fonte: Viva Rio

Bookmark and Share

Mais uma vez, a CALL Construtora é destaque em matéria do Jornal O Fluminense.

Mercado imobiliário de Niterói prevê novo crescimento para o ano que vem | Jornal O Fluminense.

Grande parte dos empreendimentos que estão sendo construídos deve ser entregue em 2011. Bairros como Ingá, Santa Rosa e Centro, além da Região Oceânica, terão mais lançamentos

Bookmark and Share

A análise do mapa astral pode revelar muito mais do que se imagina. Além de apontar manias, desvendar comportamentos e indicar afinidades no amor há quem diga que os astros são capazes de influenciar a personalidade, o guarda-roupa e, de quebra, interferir na decoração da casa.

O zodíaco é composto por 12 signos regidos por planetas e elementos da natureza – água, fogo, terra e ar. Áries, leão e sagitário estão sob o poder do fogo, que leva criatividade e alegria aos ambientes.

Câncer, escorpião e peixes são regidos pelo romantismo da água. O resultado é uma casa familiar e repleta de enfeites. O elemento terra caracteriza força e está relacionado às escolhas de touro, virgem e capricórnio.

Por fim, a leveza do ar indica um local perfeito para reunir os amigos, dar festas e contar com espaço de sobra para arrastar os móveis e dançar – ambientes ideais para quem nasceu sob os signos de gêmeos, libra e aquário.

Se a casa e a vida estão interligadas segundo os preceitos da astrologia, que tal deixar a harmonia tomar conta dos espaços? “Apostar em ambientes em sintonia com o mapa astral pode acentuar potenciais e trazer bem-estar”, afirma a astróloga Cristina Albuquerque Bastos, autora do livro “Seu Signo, Sua Casa – A Influência dos Astros no seu Ambiente” (editora Madras).

Continue lendo…

Bookmark and Share