Dia 1º de Março de 2011 – Terça-feira
Bloco da Imprensa
Concentração: Praça São Domingos
Horário: 19h

Dia 2 de Março de 2011 – Quarta-feira
Saias na Folia
Concentração: Rua Visconde de Sepetiba
Horário: 18h

Dia 5 de Março de 2011 – Sábado
Local: Rua da Conceição

Desfile dos Blocos de Embalo:
Filhos da Pauta
2º Clichê
Experimenta
Cio da Capivara
Amigos da Ciclovia
Unidos da Leropolidna
Unidos do Barro Vermelho
Unidos do Preventório,
Unidos do Maruí
Alegria da Zona Norte

Bloco do Canto do Rio
Concentração: Em frente ao clube
Horário: 11h

6 de Março de 2011 – Domingo
Local: Rua da Conceição
Blocos do Primeiro e Segundo Grupos:

Primeiro Grupo:
Se não guenta,porque veio?
Comunidade Verde e Branca
Ta rindo por quê?
Unidos do Castro
Unidos de Jurujuba
Galo de Ouro
Virgílio Bragança
Fora de Casa.

Segundo Grupo:
Ferimento Leve
Araribloco
Mag Bloco
Grilo da Fonte

Dia 7 de Março de 2011 – Segunda-feira
Local: Rua da Conceição
Desfile do Grupo de Acesso:

Balanço do Fonseca
Unidos da Região Oceânica
Ta mole, mas é meu
Sacramento
Cacique da São José
Bem Amado
União da Engenhoca
Bafo do Tigre
Garra de Ouro
Unidos de Piratininga.

Dia 8 de Março de 2011 – Terça-feira
Local: Rua da Conceição
Desfile do Grupo Principal:

Souza Soares
Inocentes de Maricá
Independente do Boaçu
Sabiá
Folia da Viradouro
Tetracampeã Mocidade de Icaraí
Grupo dos Quinze.
Saias na Folia

Bookmark and Share

- Circulação livre:
“Muita gente não considera o layout do quarto algo importante. Às vezes, não se sente à vontade no ambiente e nem sabe por quê”, diz a arquiteta Marcia Monteiro. Uma das razões pode ser a circulação. “Deve-se pensar em um mobiliário que proporcione livre movimentação”, afirma o arquiteto João Armentano. Também para o designer de interiores Roberto Negrete, essa é uma das primeiras preocupações. “Assim como o banheiro, o quarto é o lugar onde estamos mais desprotegidos. Não dá para viver tropeçando”, lembra. Entre a cama e a parede, o ideal é deixar a largura mínima de 70 cm.

– Criado-mudo sob medida
Além de dimensionado para preservar a boa circulação nas laterais, o criado-mudo ideal é aquele pensado sob medida para suas necessidades: se você deixa o celular carregando, se precisa de uma moringa ou de espaço para os livros… Quando a área é enxuta, há saídas, como fixar a luminária de leitura na parede, o que libera centímetros sobre a mesinha.

– Colchão e travesseiros
Um colchão firme que sustente a curvatura do corpo é a principal promessa de descanso. A indústria ampliou a oferta de recheios e revestimentos de modo a atender a diferentes necessidades. Por isso, na hora de comprar, a recomendação é experimentar. “Há desde os básicos de espuma e de mola aos mais sofisticados, feitos de látex ou viscoelástico”, conta Cristina Silva Costa, gerente da Copel. Se optar por um modelo de espuma, lembre-se de consultar a tabela de adequação de peso e altura. Por sua vez, o leque de travesseiros também é vasto, com modelos de penas, plumas, viscoelástico, fi bras de poliéster, látex e espuma. Para escolher, leve em conta a posição em que você dorme.

– TV e computador
Para muitos, a TV é um item essencial de lazer e comodidade no quarto. Se a área permite, os profissionais chegam a criar uma saleta. Caso contrário, ela é colocada à frente da cama, embutida em um painel que esconde a fiação. Esse móvel também pode ter um desenho multiúso, incluindo uma bancada para o computador. Porém, para quem tem difi culdade de pegar no sono, o ideal é não ter eletrônicos ligados por perto. “Você pode ter TV, mas desligue-a da tomada quando for dormir. O campo eletromagnético a menos de 3 m estimula o cérebro”, afirma Sergio Areias, vice-presidente da Associação Brasileira de Radiestesia e Radiônica.

Leia mais…

Bookmark and Share

1- Troque as cortinas por um modelo mais delicado. Voil é sempre uma boa escolha.

2- Os abajures também podem ganhar roupagens diferentes. Pinte a base de outra cor ou revista a cúpula com tecido ou use papel de parede.

3- Malas velhas empilhadas, caixotes de frutas, uma cadeira antiga ou aquela mesa de canto sem muita utilidade podem servir como um criativo criado-mudo.

4- Para quem deseja ter uma cabeceira diferenciada, a dica é usar uma faixa feita com papel de parede.

5- Na decoração, inove: pegue uma garrafa de vidro e coloque botões de rosa de plástico dentro dela. Em seguida, feche com uma rolha e faça um laço em volta com um tecido. O efeito é especial.

6- Canecas, xícaras, bowls de cristal e garrafas de refrigerante podem ser transformados em charmosos vasinhos.

7- Repagine os móveis dando novos usos ou cores. Laca e, cores vibrantes é uma boa alternativa.

8- Faça uma nova capa ou troque o estofado da poltrona. Aposte em tecidos de algodão, veludo, linho ou até mesmo seda. Combinar estampas, com parcimônia, também pode trazer um efeito surpreendente.

9- Aposte nas almofadas de diferentes tamanhos, cores e estampas.

10- Adesivos de vinil e papéis de parede ajudam a trazer mais cor ao ambiente. Pinturas especiais e texturizadas também são uma boa alternativa.

Fonte: Delas

Bookmark and Share

http://jornalestaciente.wordpress.com/2011/02/15/construcao-civil-adere-o-conceito-verde/

O Vale das Paineiras é citado no Jornal da Universidade Estácio de Sá, como exemplo de empreendimento ecorresposável.

O Vale das Paineiras é citado no Jornal da Universidade Estácio de Sá, como exemplo de empreendimento ecorresposável.

Bookmark and Share

Uma boa decoração pode fazer toda a diferença. É possível deixar sua casa mais bonita, agradável e sofisticada sem precisar gastar muito. Por isso, na hora de escolher objetos, móveis, estampas e cores é preciso ter paciência para pesquisar e dar uma conferida nas lojas, assim você fica sabendo ao certo o que combina com o seu gosto e o seu bolso pode pagar. Em seguida, o melhor é fazer um orçamento de tudo que gostou para que não tenha despesas a mais no final.

A criatividade na hora de decorar também conta muito. Dá até para transformar uma mobília antiga em uma mais moderna e sofisticada gastando metade do valor que você iria gastar comprando uma nova. Mudando apenas alguns detalhes, a casa já ganha cara nova. Como por exemplo, mudar apenas a cor dos móveis, a estampa das almofadas e do sofá ou até mesmo fazendo uma reforma. Para ter um ambiente bonito e moderno, basta ter bom gosto.

Confira algumas dicas como decorar a casa sem gastar muito e saiba o que pode ser feito em cada ambiente.

Bookmark and Share

A reportagem, assinada por Letícia Mota, do Jornal O Fluminense, destaca o desenvolvimento da Região Oceânica de Niterói.

http://jornal.ofluminense.com.br/editorias/habitacao/regiao-oceanica-em-expansao

O Fiori di Itacoatiara é citado como um empreendimento com excelente potencial de valorização, com poucas unidades à venda!
Para maiores informações sobre o Fiori di Itacoatiara, acessem www.fioridiitacoatiara.com.br ou liguem para (21) 2716-9300 ou (21) 2619-3995.

Fiori Di Itacoatiara Fachada Principal

Fiori Di Itacoatiara Fachada Principal

Bookmark and Share

Bookmark and Share

Medidas simples como pesquisar preços e substituir itens da lista podem render uma economia nas contas do supermercado. Conheça as dicas dadas pelas donas de casa e pelo economista da FGV André Braz para reduzir as despesas nesse item do orçamento familiar:

- Faça uma lista de compras
Com uma lista em mãos, é possível reduzir a compra de supérfluos e de itens que não são necessários naquele momento. O uso da lista também reduz o tempo de permanência na loja, o que é essencial para reduzir impulsos consumistas.

- Deixe as crianças em casa
O apelo emocional dos filhos é quase que irresistível, levando à compra de itens mais caros ou supérfluos.

- Coloque os itens mais pesados no fundo do carrinho
Essa dica parece óbvia, mas quem nunca comprou um produto e o encontrou quebrado ao chegar em casa?

- Compre alguns produtos no atacado, se possível
Se a família for unida, vale comprar no atacado. As vantagens são grandes. Há produtos que podem ficar entre 15% e 20% mais baratos quando comprados em grande quantidade.

- Evite fazer grandes compras mensais
Quando se compra tudo de uma vez, perde-se a oportunidade de economizar nas promoções semanais. Se tiver disponibilidade de tempo, faça compras semanais e aproveite os dias especiais de descontos de hortaliças, frutas, carnes e massas, entre outros.

- Tenha cuidado com as promoções
Esse conselho aplica-se, sobretudo, aos produtos perecíveis. Em geral, os preços desses itens caem muito quando a validade está próxima de vencer. Neste caso, vale comprar o que puder ser consumido na validade.

- Compare os preços entre os supermercados
A estratégia dos estabelecimentos é atrair o público. Por isso, várias lojas cobrem a oferta da concorrência quando o consumidor apresenta o encarte promocional. Essa estratégia ajuda a economizar tempo e dinheiro, incluindo os custos de deslocamento para uma loja mais distante.

- Não despreze os produtos de marca própria do supermercado
Geralmente produzidos por fabricantes líderes, os itens vendidos com o rótulo do supermercado a preços bem competitivos são de boa qualidade. Vale a pena dar um crédito de confiança e comprá-los para experimentar.

- Faça compras maiores na segunda quinzena de cada mês
A maior parte dos trabalhadores recebe seus salários no início de cada mês. Nesse período, o número de promoções nas lojas é menor e, quando elas ocorrem, são em itens pouco importantes. Já na segunda quinzena, o esforço do supermercado para atrair consumidores com pouco dinheiro tende a ser maior, o que rende promoções mais atraentes.

- Envolva toda a família na tarefa de economizar
O esforço para reduzir os gastos não funciona se não houver a cooperação de todos. Se surgir uma promoção de carne, por exemplo, o encarregado de comprá-la será aquele que passar mais próximo do supermercado.

- Aprenda a substituir itens
Ao perceber que determinado produto da lista está muito caro, procure substituí-lo por um similar. Ser fiel a uma única marca ou não abrir mão de comprar um item específico pode elevar a conta de supermercado no final do mês.

Fonte: IG

Bookmark and Share

Como funciona o financiamento habitacional?

Quando uma pessoa compra um imóvel, uma casa ou apartamento novo ou usado pode financiar o pagamento. Os financiamentos são realizados pelos bancos, que pagam ao vendedor do imóvel a quantia que quem compra quer financiar. A partir daí, o comprador deve pagar o banco que quitou sua dívida.

Durante esse período, o imóvel fica ligado à pessoa que fez a compra, mas não pode ser negociado enquanto a dívida com o banco não é paga.

Condições de financiamento

Diversos bancos oferecem financiamentos. O que os diferencia são as condições de pagamento, como as taxas de juros cobradas, a duração dos contratos e quanto do valor do imóvel pode ser financiado.

Depois de escolhido um deles, o primeiro passo é ir até uma agência e conversar com um gerente para iniciar as etapas que permitirão a liberação de dinheiro (crédito).

Documentos

Nesse primeiro momento, será necessário entregar originais e cópias do RG e CPF (do casal, quando for o caso), dos comprovantes de estado civil e de renda (holerites, extratos bancários e declaração completa de imposto de renda do casal, quando for o caso).

Autônomos podem comprovar renda por meio do contrato de prestação de serviços, declaração do Imposto de Renda, declaração do sindicato da categoria, recibo de recebimento por trabalhos prestados ou uma Declaração Comprobatória de Recepção de Rendimentos (Decore), feita por contador.

Além disso, trabalhadores rurais, ambulantes, diaristas, barbeiros, cabeleireiros, doceiras, entre outros que não tenham conta em banco, devem preencher uma ficha de cadastro sob orientação do gerente, que irá informar em cada caso quais são os documentos necessários.

A comprovação de renda do comprador indicará sua capacidade de pagamento das prestações, pois o valor delas não pode ser maior que 30% da renda familiar bruta.

Além disso, também é feita uma análise cadastral, que consiste na verificação de nome no Serasa ou no SPC (Serviço de Proteção ao Crédito). Não havendo problemas, é aprovada a liberação de crédito com um período de validade que varia de acordo com o banco (o dinheiro não é liberado nesse momento).

Avaliação do imóvel

Depois disso, o banco, por meio de uma empresa, engenheiro ou arquiteto, realiza a avaliação do imóvel a ser financiado para confirmar o seu valor.

A partir daí, o banco elabora o contrato e pede que comprador e vendedor assinem o documento. O contrato deve ser registrado em cartório e levado à agência bancária. Depois disso, é liberado o crédito, e o vendedor é pago. Com isso, o comprador começa a pagar as prestações mensais para quitar sua dívida com o banco.

Tipos de financiamento

Os financiamentos para compra de casa ou apartamento novo ou usado podem ser realizados com a utilização de recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) ou do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE). Há ainda a opção de financiamento direto com a construtora.

Continue lendo…

Bookmark and Share

Se o contribuinte optar por fazer a declaração completa do Imposto de Renda 2011, ano-base 2010, poderá calcular os gastos que teve com educação, saúde e empregado doméstico no ano passado para deduzi-los do IR.

Para tanto, precisará ter em mãos os recibos dos gastos feitos – no caso de gastos com educação, o limite da dedução é de R$ 2.830,84 por membro da família, enquanto não há limites para despesas com saúde.
O contribuinte também pode deduzir R$ 1.808,28 por dependente.

Veja quais são os gastos que são dedutíveis do Imposto de Renda:

Educação
Valem somente as despesas com educação formal: ensino infantil, fundamental, médio, técnico e superior (graduação e pós-graduação).A lista de deduções não inclui gastos com atividades extracurriculares como escolas de idiomas, artes, esportes e cursos paralelos.

Cursos preparatórios para vestibular ou concursos também não entram na lista.
Despesas com material escolar, viagens para fins de estudo, uniforme, transporte, material escolar e didático, aquisição de máquina de calcular e de microcomputador também não podem ser deduzidas.

O valor limite a ser abatido é de R$ 2.830,84 por titular ou dependente incluído na declaração.

Saúde
Valem todas as despesas médicas, incluindo exames e terapias, para o contribuinte e seus dependentes, incluindo pagamentos a médicos, dentistas, psicólogos, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, fonoaudiólogos, hospitais, além de exames laboratoriais, serviços radiológicos, aparelhos ortopédicos e próteses ortopédicas e dentárias.

Não há limite de valor para as deduções.

Despesas com veterinário e com remédios, por exemplo, ficam de fora. Despesas de outras pessoas pagas pelo contribuinte (como consultas médicas de parentes ou amigos) não podem ser abatidas; só se forem contas de dependentes.

Empregado doméstico
Quem tinha empregado doméstico registrado em carteira em 2010 pode abater do Imposto de Renda os gastos com a contribuição patronal feita à Previdência Social em nome do empregado.

Pode ser deduzida a contribuição de apenas um empregado doméstico por declaração, inclusive no caso de declaração em conjunto, até o limite de R$ 810,60.

Previdência
Vale deduzir os gastos com contribuições à previdência oficial, privada e Fapi, limitada a 4% do imposto a pagar.

Pensão alimentícia
Podem ser deduzidos os valores pagos durante o ano. O contribuinte vai precisar dos recibos dos pagamentos assinados por quem recebeu o benefício. Sem limites de valor.

Bookmark and Share