Toda casa precisa de um sistema paraarquivamento de documentos financeiros erecibos. Não importa o quanto de espaço quetenha, você ainda precisa de um lugar especialpara arquivar comprovantes de IR, notas fiscais,comprovantes de pagamento de seguro, escola,consórcio, e outros papéis importantes.

Vamos sempre levar em conta que apenasguardar os documentos não é suficiente. Umaorganização prática e simples, por assunto e data, garante rapidez na solução de equívocoscausados por operadoras de celular,companhias telefônicas e outros serviços.

E para o arquivamento deste material, você não precisa de nada muito elaborado:

* Para os que têm espaço em casa (um quarto específico para escritório), um arquivo de metal;

* Para os que não têm muito espaço disponível em casa, pastas sanfonadas podem ser excelentes substitutas.

Não importa onde você fará seu arquivo, leve sempre em conta que você precisa de uma pasta para o ano corrente, com todos os papéis facilmente disponíveis em caso de qualquer imprevisto, e pastas para os anos anteriores, todas separadas pela natureza do documento: por exemplo,pagamento da escola em uma divisória, prestações de carro em outra, pagamento de seguros em outra, e assim sucessivamente, e preferencialmente em ordem alfabética.

Não se esqueça de identificar as pastas, para fácil visualização do conteúdo, para não ter querevirar pastas inteiras ao procurar um documento. A correta organização dos documentos vai lhe poupar de diversos problemas como cobranças repetidas, garantias de produtos que ainda podem poupar custos de assistência técnica e outros inconvenientes do seu dia-a-dia financeiro.

Fonte: OZ

Bookmark and Share

Clique na imagem abaixo e faça o teste:

 

Bookmark and Share

Quantas vezes você chegou no supermercado e descobriu que esqueceu a lista de compras? Entrou na farmácia e percebeu que não tinha a minima idéia do que foi fazer lá? Pior, quantas vezes você esqueceu o aniversário do seu melhor amigo(a)?

Esquecer coisas importantes de vez em quando é normal, acontece com todo mundo, mas esquecer coisas importantes o tempo todo, desculpe, mas é mesmo falta de noção! Sim, falta de noção do quanto isso pode prejudicar a sua vida e a vida das pessoas que você gosta.

Quer parar de esquecer as coisas? A principal dica é:

Crie o hábito de utilizar uma agenda.
Carregue-a sempre com você e acostume-se a anotar tudo. Tarefas, lembretes, compromissos, aniversários, idéias e toda informação que você precisará recuperar em algum momento. A agenda é a melhor memória que uma pessoa pode ter para melhorar sua produtividade no dia a dia.

1. Envie a você mesmo uma mensagem. Quando não houver outra possibilidade de registro, “envie-se”uma mensagem de texto , de voz ou mesmo um e-mail. A mensagem ficará registrada até que possarecuperá-la ou transferi-la para sua agenda.

2. Utilize uma “caixa de entrada” de anotações. A chave para não esquecer nenhuma ideia ou pensamentoé capturá-los o mais rapidamente possível em uma caixa de entrada portátil que você mantenha à mão tempo todo. Uma caixa de entrada portátil deve ser pequena, discreta e pronta para uso. Pode ser umgravador de voz, um assistente pessoal digital (PDA) ou um bloquinho de anotações.

3. Deixe sua “caixa de entrada” de anotações na cabeceira da cama. Ao dormir nossa mente ainda trabalhaelaborando novas idéias, através dos sonhos ou insights. Se tivermos à mão um gravador, cadernode anotações ou mesmo nossa agenda, este é um bom momento para tirar os pensamentos da cabeça e registrá-los.

Continue lendo…

Bookmark and Share

Os trabalhadores poderão utilizar o FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) para custear a construção da casa própria, se aprovado o projeto de lei 2703/11, do deputado Zoinho (PR-EJ), que tramita na Câmara dos Deputados.

Atualmente, a lei permite que o trabalhador use o fundo para adquirir a casa própria ou o lote. Com relação à construção da casa própria, a Caixa Econômica Federal, gestora do fundo, pode permitir o uso do recurso, se a obra for feita em regime de cooperativa ou consórcio ou se for financiada por banco ou construtora.

Segundo a Agência Câmara, o deputado não concorda com as restrições impostas. “O trabalhador não pode ser obrigado a aderir a uma cooperativa ou a participar de um consórcio de imóveis tampouco a contrair um empréstimo para viabilizar sua casa própria com os recursos do FGTS”, argumentou o deputado.

Tramitação
O projeto será analisado pelas comissões de Trabalho, de Administração e Serviço Público, Finanças e Tributação e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Fonte: UOL

Bookmark and Share

1) Faça uma caça aos materiais espalhados pela casa. Chame seus filhos para uma brincadeira, em casa mesmo, em que devem fazer uma caça a materiais que sobraram dos anos anteriores. Faça deste dia uma oportunidade de começar a inserir a educação financeira em sua casa. Para animar as crianças, personalize os materiais velhos para que sejam reutilizados de uma forma que agrade à criança.

2) Estabeleça prioridades financeiras que venham antes do material escolar. No mesmo dia, ou assim que possível, reúna toda a família e liste os sonhos que todos querem conquistar durante o ano.Juntos, vejam quanto custará realizar cada um deles e mostre para as crianças que a economia com o material escolar pode ajudar na busca pelos sonhos.

3) Ligue para outros pais e faça uma compra coletiva no atacado. Entre em contato, por telefone ou e-mail, com os pais de colegas se seus filhos. Se comprarem juntos, podem conseguir bons descontos. Há lojas que reduzem o valor total em 10% quando a soma passa de R$ 1 mil, por exemplo. Elejam um pai ou uma mãe com mais tempo livre – e que possa fazer isso com prazer – para ir à loja escolher os itens.

4) Peça emprestado. Procure pais de crianças mais velhas, que possam emprestar seus livros usados ao seu filho. Além disso, muitas escolas fazem troca de materiais em boas condições entre pais com filhos em idade escolar diferente.

5) Procure livros em sebos. Responsáveis pelos altos valores das listas escolares, os livros podem também ser adquiridos em sebos, a preços mais baixos.

6) Negocie com a escola. Muitas vezes não é preciso comprar todos os itens da lista de uma só vez, já que diversos materiais serão usados ao longo do ano letivo. Caso exista essa possibilidade, verifique quais produtos deverão ser comprados primeiro.

Continue lendo…

Bookmark and Share

A melhor forma de se evitar a dengue é combater os focos de acúmulo de água, locais propícios para a criação do mosquito transmissor da doença. Para isso, é importante não acumular água em latas, embalagens, copos plásticos, tampinhas de refrigerantes, pneus velhos, vasinhos de plantas, jarros de flores, garrafas, caixas d´água, tambores, latões, cisternas, sacos plásticos e lixeiras, entre outros.

Fonte: Dengue.org

Bookmark and Share

Bookmark and Share

A análise do mapa astral pode revelar muito mais do que se imagina. Além de apontar manias, desvendar comportamentos e indicar afinidades no amor há quem diga que os astros são capazes de influenciar a personalidade, o guarda-roupa e, de quebra, interferir na decoração da casa.

O zodíaco é composto por 12 signos regidos por planetas e elementos da natureza – água, fogo, terra e ar. Áries, leão e sagitário estão sob o poder do fogo, que leva criatividade e alegria aos ambientes.

Câncer, escorpião e peixes são regidos pelo romantismo da água. O resultado é uma casa familiar e repleta de enfeites. O elemento terra caracteriza força e está relacionado às escolhas de touro, virgem e capricórnio.

Por fim, a leveza do ar indica um local perfeito para reunir os amigos, dar festas e contar com espaço de sobra para arrastar os móveis e dançar – ambientes ideais para quem nasceu sob os signos de gêmeos, libra e aquário.

Se a casa e a vida estão interligadas segundo os preceitos da astrologia, que tal deixar a harmonia tomar conta dos espaços?

Conheça a casa ideal para o seu signo:

Para começar nesse caminho de descobertas, confira abaixo as cores, formas e texturas que estão em sintonia com o seu signo.

Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes

Bookmark and Share

Já está quase na hora de guardar os enfeites de natal. Sei que é tedioso, mas é importante que você reserve um tempo para armazenar tudo cuidadosamente. Tantos enfeites fofos que também são frágeis.

Técnicas básicas

– Guarde as bolas de vidro em sua embalagem original, se possível. Individualmente embrulhados em papel de seda para não quebrar os enfeites.

– Substitua as velhas caixas de papelão em que guarda a árvore por tubos plásticos com tampa, seja criativo e compre em casa de material de construção tubos de pvc com tampa. Ao guardar a árvore em tubos você evita que na próxima montagem ela estea toda amassada.

– Certifique-se de embrulhar cada enfeite de Natal delicadamente no papel de seda e depois em folhas de jornal. Evite que a tinta que imprime o jornal entre em contato com os enfeites podendo estragá-los.

– Se você tiver alguma peças de mobiliário antigo, como uma cômoda e você planejada se livrar disso, eventualmente pode transformar essa peça em um local para armazenar seus enfeites de Natal.- Forre em plástico-bolha ou papel amassado o fundo e as laterais do container ou caixa antes de colocar qualquer decorações neles. Se a caixa não tiver separações, use papel de sedaou jornal amassado entre as decorações para proporcionar maior protecção. Adicione uma última camada de papel em cima da caixa antes de fecha-la com os enfeites.

– Coloque também dentro do local de armazenamento sílica em gel dessecante, para remover humidade. Você pode comprá-los em lojas de artesanato.

Fonte: Chega de Bagunça

Bookmark and Share

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) divulgou na terça-feira (6/12), resultados de um estudo que identificou contaminação por agrotóxicos em amostras de 17 dos 18 alimentos analisados. A olho nu não é possível identificar essas substâncias nos produtos, e a exposição a elas pode causar sérios danos à saúde humana.

“Além de não ser possível identificar alimentos que foram produzidos com uso de agrotóxicos, também não dá para eliminá-los. Mas é possível diminuir a presença deles nos produtos com uma boa lavagem”, afirma Sidinea Cordeiro de Freitas, engenheira química e especialista em análise de resíduos em alimentos da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).

A pesquisadora alerta ainda que apenas os resíduos presentes na superfície do alimento podem ser removidos parcialmente e que alguns vegetais absorvem algumas substâncias químicas dos agrotóxicos. “Isso quer dizer que, mesmo fervendo o alimento, não tem como eliminar a presença dessas substâncias”, explica ela.

Veja abaixo, dicas da Embrapa de como lavar os vegetais para diminuir os resíduos tóxicos:

1. Durante pelo menos um minuto, esfregue a fruta ou legume com uma esponja ou escova e detergente neutro. No caso de folhas como a couve, use as mãos;

2. Em seguida, enxágue em água corrente por mais três minutos;

3. O passo seguinte consiste em colocar o produto imerso em solução de água clorada durante 15 minutos;

4. Para completar o processo de desinfecção, esfregue novamente (desta vez sem detergente) por cerca de um minuto embaixo de água corrente.

E é preciso não esquecer que, a única maneira de eliminar totalmente os agrotóxicos dos vegetais é comprar alimentos que sejam certificados como orgânicos.

Fonte: Instituto Akatu

Bookmark and Share