O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, afirmou nesta quinta-feira (26) que o governo enviará ao Congresso Nacional, em até 30 dias, uma medida provisória para cortar todos os encargos do setor elétrico e prorrogar as concessões na área. Segundo ele, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) está estudando o impacto que o corte nos encargos terá na conta de energia do consumidor e da indústria. O governo espera redução de cerca de 10%.

“Estamos trabalhando intensamente em uma medida provisória de alteração das concessões, prorrogando por mais uma vez as concessões de energia elétrica, mas tudo isso com o princípio mantido da modicidade tarifária, que será intenso. Os encargos setoriais serão extintos. Este é o caminho para realmente fazer cair o preço da energia”, disse o ministro.

O ministro afirmou que o governo cancelará a Conta de Consumo de Combustíveis (CCC), a Conta de Desenvolvimento Energético (CDE) e a Reserva Global de Reversão (RGR), além de alterar o Programa de Incentivo às Fontes Alternativas de Energia Elétrica (Proinfa). O programa do governo federal, Luz para Todos, não sofrerá alteração, segundo o ministro.
“Vamos cancelar CCC, CDE, RGR, e provavelmente mexeremos também no Proinfa. O Luz para Todos passa para o tesouro nacional e não sofrerá nenhuma dificuldade. Os programas serão mantidos”, disse.

O anúncio das medidas deverá feito por Dilma, “muito provavelmente”, segundo Lobão, em uma reunião no dia 7 de agosto, no Palácio do Planalto. A presidente deverá se reunir com os maiores empresários brasileiros para discutir investimentos no país e a renovação de concessões nas áreas de energia, rodovias, ferrovias, portos e aeroportos.

Continue lendo…

Bookmark and Share

Aquecer a casa nos dias mais frios pede soluções simples, que podem, muitas vezes, dar um novo toque à decoração e tirar os ambientes da monotonia. Uma manta estrategicamente posicionada sobre o sofá, um tapete mais felpudo ou mesmo uma almofada revestida com tricô de lã são algumas das possibilidades.

Aposte também em tons terrosos e escuros – só tome cuidado para não exagerar – assim como em materiais térmicos como a madeira.

Se tudo isso não for suficiente, reforce o clima invernal com um bom prato de sopa quentinha, uma xícara de chá fumengante, um fondue com os amigos ou mesmo um aquecedor elétrico.

Continue lendo…

Bookmark and Share

Esqueça trabalho, chuva, metrô lotado e trânsito caótico. Agora, imagine um dia ensolarado e você deitado em uma espreguiçadeira, curtindo um hotel com vista para o mar e uma água de coco refrescante. No meio da mentalização, seus pensamentos são tomados pelas cifras da viagem, que você não faz ideia de como pagar?

O medo de contrair dívidas não deve ser um impedimento para as suas sonhadas férias. Com planejamento, você pode fazer uma viagem sem se preocupar com seu nome no vermelho. O sócio fundador da agência de viagens ViajaNet, Bob Rossato, dá dicas estratégicas para você planejar a viagem gastando o mínimo possível.

Programe a viagem com no mínimo três meses de antecedência, principalmente se pretende viajar em períodos de férias e feriados. Isso garante que o parcelamento acabe antes das férias do próximo ano.

Hoje, é possível comprar passagens aéreas no cartão de crédito em até 10 vezes sem juros e sem entrada. Algumas companhias aéreas fazem parcerias com instituições financeiras para estenderem os seus prazos para até 48 vezes.

Você é adepto do programa de milhagens?

Continue lendo…

Bookmark and Share

Crianças brincando dentro de casa nem sempre é significado de sossego para os pais, principalmente quando envolve bagunça e sujeira. É através das brincadeiras e dos brinquedos que as crianças começam a formar a base de palavras e experiências que usarão nas futuras associações de ideias. Por esse motivo é importante incentivá-las com brincadeiras inteligentes e saudáveis, mas também é preciso que aprendam a guardar e arrumar seus objetos pessoais depois que a diversão termina.

Fazer com que as crianças consigam manter seu entorno limpo e organizado é uma missão para os pais, que devem ensiná-los a lidar com isso logo na primeira infância, como explica a psicóloga Paula Pessoa Carvalho. “A partir dos dois ou três anos, a mãe já pode introduzir procedimentos de organização na vida da criança. Elas não entendem o porquê de fazer, mas fazem a partir do momento em que a mãe começa a brincar com o lado lúdico da organização”, ressalta Paula.

Segundo a psicóloga, a partir dos três anos de idade algumas lições de organização que exigem maior coordenação motora já podem ser ensinadas, como dobrar suas próprias roupas e guardá-las no armário, por exemplo. Para os pequenos pode ser difícil compreender a ordem genérica de “arrume seu quarto”, porém, se for uma ordem específica, como “dobre a sua roupa e coloque no guarda-roupa ou no cesto de roupa suja”, as crianças entendem melhor. Ainda que as tarefas de arrumação não sejam executadas com perfeição, ou às vezes resultem em uma desordem ainda maior, é preciso ter paciência para ensinar. Ao aprender desde cedo, as crianças vão desenvolvendo hábitos saudáveis sem nem mesmo perceber.

Continue lendo…

Bookmark and Share

O número de endividados aumentou em julho pelo segundo mês consecutivo, segundo a Pesquisa Nacional de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), divulgada nesta terça-feira (24) pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). O porcentual de famílias com dívidas subiu de 57,3% no mês passado para 57,6% neste mês.

Por outro lado, a pesquisa mostrou um recuo na inadimplência. O porcentual de famílias com dívidas ou contas em atraso caiu para 21% em julho, após ficar em 23,2% em junho. Em igual mês do ano passado, a fatia de inadimplentes era de 23,7%.

Mesmo com a alta no número de famílias endividadas, o patamar ainda é inferior ao registrado em julho do ano passado, quando a fatia era de 63,5%. A pesquisa leva em consideração prestações a pagar em cheque pré-datado, cartão de crédito, carnê de loja, empréstimo pessoal, prestação de carro ou seguros.

O número de famílias que dizem não ter condições de pagar suas dívidas em atraso também caiu, para 7,3% do total em julho, ante 7,5% em junho. Em julho de 2011, o porcentual de famílias que considerava não ter condições de pagar suas contas em atraso era de 8,1%.

Fonte: G1

Bookmark and Share

Recurso bastante usado por arquitetos, o forro de gesso funciona como um curinga em reformas. Escondem vigas indesejadas e imperfeições das lajes, além de oferecer flexibilidade no projeto de iluminação, permitindo tanto distribuir uniformemente luminárias quanto localizá-las nos pontos necessários.

Também auxilia na acústica – podendo ser usadas placas especiais ou placas de gesso duplas, aplicadas junto a outros materiais isolantes, como fibra mineral (em mantas ou ensacadas) -, e no conforto térmico, se associada a outros fatores determinantes, como insolação e ventilação. Existe tecnologia para fazer forros curvos, removíveis e que auxiliam na redução de odores, melhorando a qualidade do ar. Estes tipos de chapas são mais raramente usados em residências.

O forro de gesso acartonado é uma chapa produzida industrialmente, composta por gesso e alguns aditivos envoltos por papel especial. O papel dá rigidez ao conjunto e impede a formação de trincas e o amarelecimento, comum nas placas de gesso maciças ainda usadas, porém, com tecnologia ultrapassada. Sua fixação ao teto é rápida e seca, feita por perfis e tirantes, mas gera muito pó de gesso na finalização.

Leia mais…

Bookmark and Share

Clique na imagem abaixo para fazer o teste.

Bookmark and Share

As taxas de juros das operações de crédito para o consumidor e para as empresas voltaram a subir em junho, após sucessivas reduções, aponta pesquisa divulgada nesta quinta-feira (12) pela Associação Nacional de Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac).

Para pessoa física, a taxa de juros média geral subiu 0,02 ponto percentual no mês passado, passando de 6,18% ao mês em maio para 6,20% ao mês. Com a retomada da alta, a taxa passa a ser a maior desde abril, quando foi iniciado o processo de redução de juros pelos bancos brasileiros.
De acordo com a pesquisa, três das seis linhas de crédito pesquisadas tiveram a taxa elevada em junho (juros do comércio, empréstimo pessoal de bancos e empréstimo pessoal de financeiras). A taxa do cartão de crédito rotativo ficou estável e a do cheque especial e a do CDC de bancos para financiamento de automóveis caíram.

Para pessoa jurídica, a taxa de juros média geral subiu 0,05 ponto percentual no mês, passando de 3,54% ao mês em maio para 3,59% ao mês, também a maior taxa de juros desde abril. As três taxas pesquisadas tiveram alta (capital de giro, desconto de duplicatas e conta garantida).

O coordenador da pesquisa e diretor de estudos econômicos da entidade, Miguel José Ribeiro de Oliveira, avalia, em nota, que as altas pdem ser atribuídas à piora no cenário econômico por conta da crise na Europa, à expectativa de menor crescimento econômico no Brasil e ao aumento nos índices de inadimplência.

Fonte: G1

Bookmark and Share

Nos idos do ano de 2001 uma acentuada crise de energia que ficou conhecida como apagão, motivou grande parte da população brasileira, principalmente nos grandes centros urbanos, a substituir as lâmpadas incandescentes por fluorescentes compactas, as chamadas lâmpadas econômicas, mas sem ter muito conhecimento do produto.

fluorescente compacta é realmente uma lâmpada econômica, desde que seja usada adequadamente. Assim como todas as fluorescentes usa um reator – no caso dos modelos de rosquear (soquete E27), ele vem acoplado à lâmpada –, e, apesar de serem mais aperfeiçoadas, ainda têm vida útil reduzida pelo acender e apagar em curto espaço de tempo, ou seja, não são adequadas para ambientes de curta permanência, como banheiros e corredores. Neste caso, a economia obtida na conta de energia consumida mensalmente irá se perder com a necessidade de adquirir uma nova peça.

Nesses ambientes de curta permanência, qual seria a lâmpada certa? Essa questão é bastante complexa. Descartando as fluorescentes, para esse caso, restam as halógenas e os LEDs. A halógena é uma lâmpada sofisticada, com diversos modelos e preços, e que aquece bastante. Para ser bem explorada, exige conhecimento mais aprofundado. Fica difícil para o consumidor escolher sozinho. Por exemplo, o modelo com aparência igual à de uma incandescente custa dez vezes mais caro que esta e dura apenas o dobro do tempo. Por isso, usar com eficiência essa fonte de luz exige estudo de um “light designer”.

O LED teve um bom avanço tecnológico, com base de rosquear (soquete E27) e cor amarelada (temperatura de cor) mais parecida com a incandescente – apesar de seu índice de reprodução de cor, pouco divulgado, ficar em apenas 85%. Essa lâmpada expandiu sua aplicação de uso e está disponível em praticamente todas as versões da halógena. Indicado para locais que exigem lâmpadas acessas por horas seguidas, o que justificaria o custo do investimento inicial, o LED pode suprir a deficiência da fluorescente em locais de curta permanência, com acendimento frequente, para quem pode e gosta de investir em novas tecnologias. Porém, ainda passa longe do grande público.

Encontramos aqui, uma lacuna na tecnologia das lâmpadas. Para a grande maioria, falta o mercado oferecer uma lâmpada econômica em consumo e com preço atraente que desestimule a aquisição da perdulária e barata incandescente, até que cesse sua fabricação. Na Europa ela só é fabricada com até 40W e, no Brasil, a partir do próximo ano, não estarão mais disponíveis as de 100W, reduzindo gradativamente a comercialização.

Fonte: Delas

Bookmark and Share

Tomar café todos os dias pode fazer bem à saúde e até mesmo aumentar o tempo de vida.

Uma pesquisa do Instituto Nacional de Saúde dos EUA, divulgada em maio, estudou por oito anos um grupo de mais de 400 mil homens e mulhres americanos, de 50 a 71 anos. O resultado da pesquisa sugere que as pessoas que tomavam café tinham um tempo maior de vida.

O cardiologista Luiz Antônio Machado César afirma que o café não é composto apenas por cafeína, mas outros componentes importantes para o organismo, como antioxidantes.

Segundo a nutricionista da Associação Brasileira da Indústria de Café, Mônica Pinto, a bebida é importante também na prevenção de doenças.

Para preparar o café, ela recomenda aquecer a água e não ferver, além de filtrar sempre para não alterar o sabor. As opções para o preparo são o filtro de papel, o filtro de pano, o café expresso ou solúvel.

Para meio litro de água, é recomendado usar de 3 a 4 colheres rasas de sopa com pó de café.

De acordo com a nutricionista, para extrair todas as vantagens da bebida, depende muito mais do tempo de contato da água com o pó do que do modo de preparo.

Ela alerta que se o pó de café estiver muito escuro, é sinal de que torrou demais e perdeu suas substâncias benéficas. Por isso, é melhor sempre optar pelo pó de café que tenha cor parecida ao chocolate.

Continue lendo…

Bookmark and Share