Quem adquire um imóvel na planta precisa começar a se preparar para a vistoria que será feita ao receber as chaves ainda no ato da compra. Segundo Renata Reis, especialista em defesa do consumidor do Procon de São Paulo, propagandas divulgadas em veículos de comunicação e folhetos disponíveis nos locais de venda devem ser guardados pelos consumidores para servirem como parâmetro de comparação.

Ela também explica que é importante exigir da construtora o máximo de detalhes possíveis sobre o imóvel que será entregue enquanto se está negociando a aquisição. Isso funciona como medida preventiva contra futuras decepções e discrepâncias entre o que se pensava estar comprado e o que realmente foi adquirido.

A hora da aquisição também é o momento ideal para solicitar e analisar o memorial descritivo do imóvel, documento que informa em detalhes o que vai constar na casa ou apartamento quando estiver pronto. “Verifique, por exemplo, se você julga que o material que será usado na construção é de qualidade e leve esse documento com você no dia da vistoria”, orienta a representante do Procon-SP.

De acordo com o engenheiro civil Ansel Lancman, especialista em perícias de engenharia, o prospecto utilizado pelas construtoras para fazer a venda do imóvel é outro documento que os consumidores precisam preservar para usar no dia da vistoria. Na página a seguir, veja como proceder durante a vistoria.

Continue lendo…

Bookmark and Share

A evolução dos eletrodomésticos os fez mais bonitos, potentes, práticos, rápidos e silenciosos, mas também os tornou, em muitos casos, menos amigáveis. Quem já não teve dúvidas de como operar uma máquina dessas ou mesmo se poderia ou deveria recarregá-la ou colocar num local específico da casa?

Para sanar as dúvidas e acabar com os mitos sobre os eletrodomésticos mais comuns da casa fomos atrás dos principais fabricantes do setor. Veja abaixo como tirar o melhor proveito dos aparelhos, economizar energia e fazê-los durar muito.

GELADEIRA

1- Posso secar roupas atrás da geladeira?
NÃO. As grades de trás da geladeira são dutos por onde passa o fluido que tira o calor de dentro do eletrodoméstico e o dissipa no ar, por isso elas esquentam. Quando você coloca roupas úmidas sobre esses dutos, está dificultando a dissipação do calor, o que diminui a capacidade de resfriamento e causa desgaste no refrigerador, diminuindo a vida útil do compressor (o motor) e aumentando a conta de energia.

2- Faz mal abrir a geladeira várias vezes ao dia?
SIM. Quando você abre a geladeira, o ar frio sai e entra calor. Como ela deve manter seu interior gelado, precisa trabalhar mais para esfriar o ar que entrou. Quanto mais vezes isso for feito, ou quanto mais ar quente entra (dependendo do período em que a porta fica aberta), mais cara fica a conta de energia.

3- É verdade que ovos guardados na porta do refrigerador estão sujeitos à salmonela?
NÃO. A não ser que a casca do ovo tenha alguma trinca ou furo, mesmo com a variação (que é bem pequena) de temperatura pela abertura da porta, os germes não conseguem penetrar a casca.

4- Guardar alimentos quentes na geladeira estraga o eletrodoméstico?
SIM. Se por um lado, para manter o interior do aparelho frio, ele vai sobrecarregar o compressor, consumindo mais energia, por outro, a vasilha quente trocará calor com outras vasilhas internamente, alterando o estado de conservação de outros alimentos.

5- Posso encostar a geladeira nos móveis ou na parede da cozinha?
NÃO. É necessário deixar espaço ao redor da máquina para a dissipação do calor. Tanto atrás com lateralmente, o espaço mínimo recomendado de distância da parede ou de outros móveis é de 35 cm.

Continue lendo…

Bookmark and Share

Em tempos de greve dos Correios e de alguns bancários, pagar as contas em dia pode se tornar uma verdadeira aventura. Não bastasse o fato de aquilo que você recebe por correspondência correr o risco de não chegar, quando chega, talvez você não possa pagar. Diante disso, algumas dicas podem ser preciosas para que você saiba como arcar com seus compromissos em tempos de greve.

Pague suas contas

Negocie com fornecedores – O Procon orienta que ao perceber que alguma correspondência não chegou devido à greve dos Correios, que o consumidor entre em contato com o fornecedor para renegociar o prazo de vencimento ou encontrar outras formas de obter o boleto que não chegou pelo correio.

Débito automático e internet – Quem paga suas contas por débito automático pode ficar tranquilo. Mesmo com a greve dos bancários, a FEBRABAN – Federação Nacional de Bancos assegura que pagamentos com débito em conta funcionam normalmente. O mesmo serve para internet. Quem tem o código de barras de suas contas em mãos, pode pagá-las pela internet.

Canais alternativos – Caixas eletrônicos, casas lotéricas e hipermercados são alternativas para o pagamento de contas. Casas lotéricas recebem pagamentos no valor de até R$1.000,00 de boletos da Caixa Econômica Federal e de até R$700,00 de outros bancos. Já hipermercados também recebem pagamentos de alguns serviços como água, luz, telefone, entre outros.

Precauções

Provas – se as alternativas acima não ajudarem na resolução dos problemas com as greves, junte provas como protocolos de ligações, comunicados, contas passadas pagas e até matérias de jornais que provam a existência das greves para o caso de acionar a justiça.

Cuidado ao utilizar uma nova forma de pagamento – ao ter que optar por outra forma de pagamento que não a que você está habituado, fique atento. Em caixas eletrônicos, por exemplo, recuse a ajuda de estranhos. É no momento de dúvida e desatenção que os infratores agem. Na internet, fique atento a golpes e mensagens maliciosas que pedem dados como CPF e senhas.

Ajuda – em caso de dúvidas, procure o Procon ou juizados especializados de sua cidade.

Fonte: Ceviu

Bookmark and Share

Carpetes e pisos de madeira são uma opção muito procurada para revestir o chão das residências, mas muitas pessoas têm dúvidas sobre como limpar e conservar estes revestimentos sempre novos.

O primeiro passo é entender que estes são produtos naturais, ou seja, orgânicos, que absorvem umidade e podem expandir ou encolher de acordo com o clima e época do ano. Por isso, preste atenção na instalação, é preciso deixar um espaço entre o piso e a parede para que, em caso de expansão, exista área suficiente para o piso se acomodar sem sofrer empenamento. Além disso, estes materiais também podem passar por alterações na cor devido à troca de umidade com o ar, mesmo em ambientes fechados.

Segundo a Associação Nacional dos Produtos de Pisos de Madeira, ANPM, a secagem da madeira antes das peças serem adequadas às futuras funções de uso é uma maneira eficiente de aumentar a durabilidade natural dos revestimentos feitos com este material. De acordo com a ANPM, pisos de madeira costumam ser submetidos à secagem industrial, com ventilação forçada, aquecimento e controle de umidade relativa.

Também existem algumas medidas que você pode tomar em casa para conservar as características de seu piso e carpete de madeira, como evitar o contato direto com água da chuva e proteger o revestimento da incidência direta do sol.

A diferença entre pisos e carpetes de madeira

O carpete e o piso de madeira são dois produtos diferentes. Para esclarecer este tema, conversamos com o gerente de Desenvolvimento Técnico Pré e Pós-Vendas da Duratex, Edison Clini Rocco. “O carpete de madeira é formado no seu miolo por um aglomerado, compensado, OSD, ou MDF, entre outros materiais. Em cima dele é colocada uma lâmina de madeira. Esse carpete não tem resistência a impactos, manchas, queimas e riscos. Já o piso de madeira é feito de madeira maciça. Ele tem mais resistência e pode ser até lixado”, explica Edison.

Os pisos de madeira ainda podem ser de tacos ou tábua corrida. Este produto também é classificado em laminado de alta resistência, que recebe acabamento em lâminas de celulose ou resina prensadas em alta pressão, formando um corpo único, ou de baixa resistência, geralmente acabados em lâminas de madeira natural revestidas com verniz.

Clique aqui e confira dicas para limpar o seu piso de madeira.

Bookmark and Share

Bookmark and Share

greve dos bancários fechou pelo menos 5.132 agências e centros administrativos dos bancos em todo o país nesta terça-feira (18), segundo a Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT). Segundo a Federação Brasileira dos Bancos, há mais de 34 mil agências bancárioas e postos de atendimento no país.

O balanço do primeiro dia da greve nacional dos bancários foi feito com base nos dados enviados até as 17h30 pelos 137 sindicatos que integram o Comando Nacional dos Bancários. Segundo a entidade, na última greve 4.191 agências foram paralisadas no primeiro dia.

De acordo com a confederação, a intenção dos bancários é fechar as agências, mas manter caixas eletrônicos e bancos pela internet funcionando. Neste primeiro dia de greve,no entanto, clientes, principalmente os idosos, reclamaram da falta de assistência para usar os caixas eletrônicos.

Continue lendo…

Bookmark and Share

Num momento em que o desperdício e a funcionalidade aliada ao respeito ambiental são discutidos, ideias fervilham na direção de oferecer alternativas melhores para o planeta.

 

A revista “Exame” apontou cinco invenções que podem melhorar a vida das pessoas e estão presentes na lista de vencedores do prêmio Innovation Award, oferecido pela publicação Popular Science, dos Estados Unidos.

1) Os veículos automotivos são os principais poluidores da nossa atmosfera. Considerando o crescente aumento das frotas, motores mais eficientes, que consumam menos combustível e que o aproveitem melhor podem ser uma alternativa.
Pensando nisso, Frank Will, da Deakin University, criou o Over7. Ao aquecer o óleo a temperaturas maiores, o motor consegue ganho de 7% em eficiência de consumo de combustível e 30% menos emissões de gases poluentes.

2) A água é um dos maiores tesouros oferecidos pela Terra. Por mais que se tenha um cuidado especial contra o desperdício, atividades como o banho inevitavelmente acabam desperdiçando esse recurso. O engenheiro britânico Peter Brewin pensou sobre a questão e criou um chuveiro que recicla água. O processo é similar ao da pasteurização do leite, retirando 100% das impurezas. O inventor afirma que o invento promove 70% de economia de água e energia.

3) O Sensastep também figura na lista, oferecendo auxílio na caminhada de pacientes que sofrem de problemas motores, substituindo a bengala ou o andador. O invento consiste em 3 sensores, posicionados na sola do calçado, no tornozelo e no ouvido do usuário. O contato da sola com o chão envia um sinal para os demais receptores, proporcionando a percepção da área em contato e do tipo de superfície.

4) A tecnologia no campo audiovisual está evoluindo a passos largos. A empresa Innovega figura na lista com o iOptik, que permite assistir a filmes, ter acesso às redes sociais e jogar games direto nas lentes de seus óculos. O invento, baseado em realidade aumentada, permite ao usuário liberdade de campo visual, sendo possível então a execução de multitarefas.

5) Os bombeiros exercem uma das profissões mais exaustivas e perigosas que existem. O calor excessivo ao qual são submetidos pode motivar parada cardíaca súbita. Uma ideia simples, que aproveita a estrutura já presente nos caminhões, promete melhorar as condições de trabalho dos profissionais. Michael Robinson inventou um vaporizador que utiliza uma das bocas para mangueiras. A ideia é oferecer uma fonte de refresco antes, durante e depois das operações, evitando desmaios e aumentando a produtividade e o conforto dos bombeiros.

Ideias simples, que têm em comum a vontade de seus inventores em melhorar a vida de pessoas. De qual invenção você mais gostou?

Fonte: Greenstyle

Bookmark and Share

A cada 16 segundos, um consumidor é vítima de tentativa da fraude conhecida como roubo de identidade – em que criminosos usam dados pessoais de vítimas para conseguir crédito ou realizar um negócio sob falsidade ideológica -, segundo aponta pesquisa da Serasa Experian, divulgada nesta quinta-feira (13).

Segundo o indicador, de janeiro a junho de 2012, foram registradas 989.678 de tentativas de fraudes desse tipo, o maior número registrado desde 2010. No mesmo período de 2011, houve 963.631 tentativas de fraudes. No primeiro semestre de 2010, foram contabilizadas 886.920 tentativas de golpes – uma tentativa a cada 17,7 segundos.

“Os golpistas costumam abrir contas em bancos para pegar talões de cheque, pedem cartões de crédito, fazem empréstimos bancários em nome de outras pessoas. Normalmente eles usam os cartões e cheques em pacotes turísticos, salões de beleza, restaurantes, entre outros”, alerta o presidente da Serasa Experian, Ricardo Loureiro, por meio de nota.

De acordo com a pesquisa, de janeiro a junho, o setor de serviços, composto por seguradoras, construtoras, imobiliárias e serviços gerais, registraram 37% do total de tentativas, seguido por telefonia (30%), bancos e financeiras (19%), varejo (12%) e outros (2%).

No mesmo período de 2011, o setor de serviços também liderou as tentativas de fraudes, com 33%. Na sequência, vieram bancos e financeiras (28%), telefonia (25%), varejo (12%), e outros (2%). Em 2010, serviços liderou com 30%, seguindo por bancos e financeiras (29%).

Fonte: G1

Bookmark and Share

Uma equipe de pesquisadores do IAU-USP (Instituto de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo, em São Carlos), em parceria com a EESC (Escola de Engenharia da USP), desenvolveu um concreto sustentável que possui em sua composição areia obtida a partir de resíduos de usinas de fundição que seriam descartados em aterros.

A produção ainda não tem escala comercial e foi desenvolvida apenas em testes, mas entrou no processo de patenteamento recentemente. “Conseguimos a patente provisória em julho, e, se tivesse escala, o produto já poderia entrar no mercado”, aponta o professor Eduvaldo Sichieri.

Segundo Sichieri, coautor da pesquisa, uma das vantagens da aplicação é que, por meio dela, evita-se a retirada de areia do leito de rios, ao mesmo tempo em que os aterros deixam de ser sobrecarregados com resíduos. “É duplamente sustentável.”

Continue lendo…

Bookmark and Share

Os consumidores estão dispostos a trocar de banco se o concorrente propuser taxas menores. De acordo com pesquisa do Data Popular, divulgada nesta segunda-feira (10), o percentual de correnstistas interessados em mudar de instituição financeira diante de condições melhores chega a 58,7%. Entre os entrevistados, 53% acreditam que as instituições públicas oferecem a menor taxa de juros.

Ao tomar conhecimento de taxas de juros mais baixas na concorrência, a maioria dos correntistas brasileiros se diz disposta a migrar seus empréstimos e contas. A portabilidade, no entanto, ainda é desconhecida por grande parte deles”, afirma Renato Meirelles, sócio diretor do Data Popular, em nota.

Quanto ao atendimento, 71,7% dos entrevistados disseram que são mal atendidos quando vão ao banco. Independentemente de ser cliente de bancos públicos ou privados, mais da metade dos entrevistados se sente prejudicada pela sua instituição bancária.
Somente 5,9% dos entrevistados acha fácil utilizar o caixa eletrônico. A grande maioria ainda tem dificuldade na hora de realizar saques e outras operações por meio das máquinas de auto atendimento.

“A diversidade de informações requisitadas pelos bancos no auto atendimento, além dos recursos
gráficos apresentados nas telas das máquinas eletrônicas, provoca uma percepção ruim aos correntista. Quase nove em dez afirma ser o caixa eletrônico de difícil utilização”, afirma Meirelles.

Fonte: G1

Bookmark and Share