Cortinas pesadas e cheias de sobreposições fazem parte do passado. Hoje, a tendência é valorizar modelos leves e bem mais simples. Ainda assim, é necessário prestar atenção a detalhes e critérios que orientam escolhas certeiras para cada ambiente. Dessa maneira, a chance de arcar com o prejuízo de uma cortina inadequada fica do lado de fora da janela.

Comece pelas medidas

– Elas são imprescindíveis para evitar perda ou sobra de material.

– Se a compra do tecido ocorrer na mesma loja em que a cortina será confeccionada, geralmente o funcionário faz o cálculo das medidas. Basta informar altura e largura da janela.

– Caso contrário, depois de tirar as medidas, multiplique o número total por dois – no caso de tecidos encorpados, como o linho. Para os tecidos finos, como voal, multiplique por três – assim a peça ganha mais volume. O resultado é o número de panos (ou alturas, no jargão dos cortineiros) que serão emendados. Importante: a quantidade de alturas define o preço da cortina.

– É indicado acrescentar, no mínimo, de 10 cm a 20 cm nas laterais da janela por questões estéticas e para garantir proteção contra luminosidade indesejada e vento.

– Isso vale também na hora de calcular o comprimento. Porém, verifique as medidas entre a esquadria, o teto e o piso. Se a distância entre a janela e o teto for menor que 30 cm, faça a cortina até lá. Caso a medida até as paredes laterais seja menor que 50 cm, é melhor cobrir toda a área. E, se sobrar menos que 30 cm entre a cortina e o piso, opte pelo modelo longo.

Acerte no modelo e no tecido

– Se a intenção é economizar, os profissionais da área indicam o modelo preso por alças feitas com o próprio tecido. Outra opção é a alça com o cabeçote liso – como uma cintura de calça comprida – colocado em um varão.

– As cortinas que mais gastam tecidos são as franzidas, especialmente o modelo com pregas americanas. E também as peças produzidas com tecidos finos, já que precisam de mais tecido para dar volume.

– É importante definir a função da cortina no ambiente para então escolher o tecido. Se o objetivo é ter luminosidade, opte por tecidos claros ou transparentes, como gaze de linho, organdi, voal e chiffon. Ao contrário, quando é necessário proteger o ambiente da luz excessiva, os cortineiros recomendam tecidos encorpados – linho puro, seda rústica, brim e lona.

– Também é possível compor um tecido mais leve com um forro (blecaute, tergal, náilon, gabardine e microfibra) para controlar a intensidade da luz no ambiente. O recurso também é usado para dar volume e bom caimento a um tecido nobre, como a seda.

Fonte: Terra

Bookmark and Share

Os consumidores podem limpar o nome sem sair de casa a partir desta segunda-feira, por meio do “Limpa Nome”, lançado pela Serasa Experian. O serviço é gratuito e permite que o endividado negocie pendências financeiras em atraso com empresas pela internet.

As empresas poderão oferecer descontos nas dívidas, negociar condições de pagamento diferenciadas e liberar o boleto para o pagamento. Segundo a Serasa Experian, o objetivo é mudar o processo de recuperação de crédito em todo o Brasil.

“O objetivo do Limpa Nome on-line é aproximar as empresas e os consumidores. A internet vai proporcionar mais facilidade para o cliente, e as credoras poderão oferecer melhores condições de pagamento“, afirma Ricardo Loureiro, presidente da Serasa Experian e da Experian América Latina.

A negociação entre consumidor e empresa será possível dentro do site da Serasa Experian. Essas condições de negociação, como os descontos, serão de total responsabilidade da credora, e a Serasa Experian apenas possibilitará a comunicação entre as partes.

Como funciona o Limpa Nome

Os consumidores que possuírem dívidas em atraso com empresas que aderirem ao ambiente eletrônico vão receber da Serasa Experian cartas com aviso de negativação, contendo uma senha. Com a senha e o número de seu CPF, o consumidor entrará no site da Serasa Experian e terá acesso à sua dívida e às condições oferecidas pela empresa com a qual contraiu o crédito.

Se optar pela proposta do credor, o consumidor só terá de imprimir o boleto e fazer o pagamento diretamente à empresa credora. Caso contrário, poderá entrar em contato com ela e negociar. Para isso, o site conterá com todos os canais de relacionamento da credora, evitando os intermediários.

Segurança

A Serasa Experian enfatiza que o novo serviço está em um site desenvolvido em ambiente protegido, que garante a proteção de todos os dados do consumidor. Portanto, quem não tiver internet em casa poderá usar qualquer computador ou lan house para acessar o Limpa Nome.

Fonte: IG

Bookmark and Share

Quem tem criança pequena em casa, sabe a correria que é, ainda mais quando se trata da palavra “segurança”, aí a correria dobra, pois um simples “dar as costas”, pode acontecer um desastre.

Tem uma fase da criança, qua ela mexe em tudo, coloca o que vê na boca, sobe ou escalam móveis. Mas para você ficar um pouco mais tranquila (tranquila mesmo, nós nunca ficamos), é preciso ter alguns cuidados na sua casa, pois além de organizada, sua casa deve ser muita segura para os pequenos.

COZINHA

– Mantenha o lixo sempre fechado, de preferência fora da vista da criança.

– Prefira as “bocas” (queimadores) de trás do fogão. Mantenha os cabos de panelas, virados para dentro e para trás.

– Proteja as tomadas e recolha os fios dos eletrodomésticos.

– Muito cuidado com fósforos e isqueiros, você deve guardá-los em locais altos e trancados.

– Suma com os objetos cortantes (garfos, facas, copos de vidro, espetos, etc.), e guarde em gavetas e armários com travas ou em lugares altos.

BANHEIRO

– Cosméticos, medicamentos e aparelhos elétricos devem ser mantidos em armários trancados, longe do alcance das crianças.

– Se houver aquecedor a gás no banheiro, mantenha o espaço sempre ventilado. Além disso, o aparelho precisa de manutenção periódica.

– Aparelhos elétricos não devem ser mantidos nas tomadas após o uso, mesmo que desligados.

– As tampas dos vasos sanitários devem ser mantidas fechadas e travadas.

– Mantenha o piso seco e use tapetes antiderrapantes.

Continue lendo…

Bookmark and Share

O governo aprovou nesta quarta-feira (24) as regras para financiamento de materiais de construção utilizando recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), conforme publicado no Diário Oficial da União.

Segundo a publicação, a linha de crédito para aquisição de materiais, tanto para imóveis urbanos quanto rurais, destina-se a construção e/ou ampliação de unidade habitacional; reforma de moradia; instalação de hidrômetros de medição individual e implantação de sistemas de aquecimento solar.

Para o exercício de 2012, serão disponibilizados R$ 300 milhões, sendo que caberá à região Sudeste a maior parcela dos recursos (42,5%). O Nordeste do país ficará com 28,2% e a região Sul, com 11,2%. Norte e Centro-Oeste responderão por 9,7% e 8,4% dos recursos, respectivamente.

O financiamento para aquisição de materiais destina-se a trabalhadores titulares de conta vinculada do FGTS, independente da renda familiar mensal bruta, “observadas as condições do Sistema Financeiro da Habitação (SFH) e de utilização dos recursos do FGTS para aquisição de moradia própria”, informou o documento.

Ainda segundo a publicação, serão consideradas prioritárias as propostas destinadas a famílias com renda mais baixa, que beneficiem imóveis com valor de avaliação menor, que contemplem idosos, deficientes ou mulheres chefes de família, ou que apresentem maior valor de contrapartida.

Fonte: UOL

 

Bookmark and Share

Confira 5 dicas para quem não quer se endividar e ainda quer aproveita o momento para incentivar o herdeiro a planejar as compras. Confira a seguir:

1- Conhecer:  procure saber qual produto a criança quer como presente e se ele realmente é necessário. O educador lembra que é importante verificar se o item precisa de manutenção, como pilhas, baterias, filmes ou atualizações, que podem custar mais que o próprio presente.

2- Pesquisar: utilize a internet para pesquisar o preço do produto, e depois vá em pelo menos três lojas presenciais. Junto com o presente, procure também dar materiais relacionados com a educação financeira, para que a criança adquira esses conhecimentos.

3- Incentivar: as crianças estão sendo estimuladas ao consumo cada vez mais cedo e, logo percebem o poder do dinheiro na hora de comprar as coisas. Por isso elas devem ser incentivadas e conscientizadas, já a partir dos três anos, sobre como usar o dinheiro com responsabilidade. Datas comemorativas como Dia das Crianças e Natal são ótimas para isso, pois, a criança sabe que é o pai que está dando o presente e assim a conversa pode ser mais aberta. Dessa forma, aborde o assunto de forma lúdica e com foco na realização de sonhos, e não no consumo em si, para que a aquisição de um bem tenha significado e aconteça por meio de reflexão.

4- Dívidas: certifique-se que ao comprar o presente não faltará dinheiro para suas verdadeiras necessidades, como educação, saúde, qualidade de vida. Para evitar o endividamento, busque opções que caibam dentro do orçamento familiar.

5- Poupar: não deixe de planejar a compra do presente em qualquer outra data comemorativa, e ensine os pequenos a pouparem. O uso de cofrinhos com o nome de cada objeto de desejo da criança, mostrando que é preciso guardar dinheiro por um tempo para conseguir o que quer. Já com as crianças maiores, é preciso negociar e fazer com que elas percebam que sonhar é saudável, mas nada “cai do céu”.

Fonte: Uol

Bookmark and Share

Ao ver um piso de madeira lustroso pensamos em beleza, bom gosto e um monte de trabalho! É verdade que você precisa cuidar bem de um piso de madeira, mas não é preciso quebrar suas costas se o fizer regularmente.

  • O produto usado para impermeabilizar o piso de madeira determina como cuidar dele. Verniz, goma-laca, poliuretano ou laca são usados para dar acabamento a esses pisos, mas somente o poliuretano não precisa de tratamentos adicionais.
  • A integridade e beleza dos pisos de madeira com acabamento em verniz, goma-laca ou laca podem ser mantidas simplesmente pelo uso de limpadores e ceras à base de solvente. Nunca use água em pisos de madeira, exceto os tratados com poliuretano. Eles podem ser limpos com um esfregão úmido.
  • A maneira mais rápida de limpar um piso envernizado ou laqueado é usando uma cera limpadora. Depois de passar o aspirador de pó, espalhe o líquido em uma pequena área e esfregue com um aplicador de cera. Trabalhe em pequenas áreas de cada vez, na direção do corte da madeira. Retire o excesso com um pano limpo.
  • A melhor maneira de limpar um piso de madeira não é a mais rápida, mas o resultado é um brilho duradouro. Depois de passar o aspirador de pó, passe um limpador líquido para madeira com um aplicador de cera seco em uma pequena área de cada vez. Deixe absorver por alguns minutos e retire o excesso. Quando o piso secar, lustre. Cuidado: essa é uma mistura combustível, use apenas em áreas bem ventiladas.

Não importa se é madeira, mármore ou concreto, cada superfície tem suas necessidades de limpeza características. Atender essas necessidades é crucial para se ter pisos duráveis e brilhantes.

Fonte: HowStuffWorks

Bookmark and Share

Quer decorar a sua casa com plantas, mas não tem muito tempo para se dedicar ao jardim? Confira 5 tipos de plantas bem duráveis, fáceis de cuidar e que vão deixar o seu cantinho bem colorido.

1. Ixora
Pode pegar sol direto. As regas devem ser diárias, principalmente quando a planta for jovem (mas sem nunca encharcá-la). Quando a planta estiver mais crescida, a rega pode ser em dias alternados nos períodos mais frios. R$ 15

2. Columeia-peixinho
Ganha este nome porque as flores parecem peixinhos. Pode ficar dentro ou fora de casa, tudo que fica na sombra, não precisa de muita água. R$ 35; bacia espelhada, R$ 483

3. Hortênsia
Precisa de pouca luz (indireta), solo moderadamente úmido (permitindo secar entre cada rega) e deve ser cultivada em ambiente interno, mas fresco. Regar apenas duas vezes por semana. R$ 15

4 e 5. Begônias (cor-de-rosa e vermelhas)
Regar de duas a três vezes por semana com pouca água. Encharcar o vaso pode matá-las. Necessitam de muita luz, porém não suportam a luz direta do sol. R$ 25; vaso, R$ 422

6. Antúrio
É uma planta de sombra, não gosta de sol. Não requer muitos cuidados. Meio copo de água duas vezes por semana costuma ser o suficiente, mas é sempre bom colocar o dedo na terra para não deixar ficar muito seca. R$ 35; vaso vietnamita fosco, R$ 248

Fonte: TPM 

Bookmark and Share

As mosquinhas de banheiro (também conhecidas como mosca dos filtros ou mosca dos ralos) são mais próximas dos mosquitos do que das moscas propriamente ditas e pertencem a família Psychodidae.

Segundo Francisco José Zorzenon, diretor técnico da Unidade Laboratorial de Referência em Pragas Urbanas do Instituto Biológico, as principais espécies são do gênero Psycoda, sendo as mais comuns: Psychoda alternata, P. cinerea, P. satchelli, além da espécie Telmatoscopus albipunctatus.Os adultos, muito pequenos (cerca de 2 mm), possuem corpo robusto com muitas cerdas, asas recobertas por densa pilosidade, aspecto semelhante a uma pequena mariposa e coloração variando entre o marrom claro e cinza.

Esses insetos tem hábitos noturnos: as fêmeas botam grupos de 10 a 200 ovos, com eclosão entre 32 a 48 horas. Ovos, larva e pupas são encontrados em locais úmidos, junto a películas orgânicas (formadas por resíduos da descamação natural da pele, cabelos, pelos, fungos, etc.) presentes em banheiros e cozinhas, em ralos, canos de esgoto, junções de vasos sanitários e boxes de banheiro, frestas de azulejos e paredes.

O ciclo da larva é de aproximadamente 9 a 15 dias e o da pupa em torno de 20 a 40 horas. O processo do ovo ao inseto adulto leva aproximadamente duas semanas, dependendo das condições ambientais e de disponibilidade de alimento. “Os adultos fazem voos irregulares e de autonomia reduzida, permanecendo nas proximidades de ralos e paredes, junto à umidade de banheiros e cozinhas”, explica Zorzenon. Vivem nesta fase cerca de 15 dias.

Prevenção

Apesar de pertencerem à mesma família dos mosquitos palha (transmissores da leishmaniose ou úlcera de bauru) as mosquinhas não são transmissoras de doenças. No entanto causam grande incômodo pela simples presença ou levam a entomofobia (pavor de insetos). Se você não quer ter essas moscas voando em seu banheiro, mantenha o local sempre muito limpo. Isso quer dizer lavar bordas de ralos, com uma escovinha, secar o piso após o uso (banhos, etc.) e estancar possíveis infiltrações em pias e vasos sanitários. “Sem água e alimento os insetos proliferam com maior dificuldade”, finaliza o pesquisador.

Combate

No caso dessas moscas a prevenção ainda é a melhor medida. No entanto, se elas já apareceram, Zorzenon recomenda uma limpeza mais pesada com água sanitária ou produto que contenha cloro em sua fórmula, principalmente nos locais onde o inseto possa se desenvolver, tais como frestas, canaletas de boxes junto ao piso, ralos e qualquer lugar onde haja acúmulo de umidade ou água.

Também é indicado manter azulejos, pisos e vasos sanitários com rejuntes e ligações em dia. O uso de inseticidas comuns é dispensável, pois os produtos no mercado eliminam apenas os insetos adultos e não ovos ou larvas. No caso de infestações severas, a contratação de empresa controladora de pragas urbanas ainda é a solução.

Fonte: Delas

Bookmark and Share

Ao planejar o novo visual da casa, o número de reformas urgentes parece não acabar nunca. O grande problema desse momento é inserir o custo das mudanças em um limite financeiro aceitável e ainda conseguir bons resultados. Com isso, o primeiro passo da longa jornada é pedir orçamentos e estabelecer uma relação interessante entre custo e benefício.

Durante a etapa do planejamento da reforma , outro passo fundamental é a compra de produtos. Se a ideia for conseguir descontos, nada melhor do que apostar em grandes quantidades. Mas caso a obra seja realizada em etapas, pode ser interessante acompanhar o ritmo do trabalho e aproveitar as promoções de temporada para adquirir os materiais.

Com tantos preços e maneiras de conduzir a reforma, procuramos profissionais especializados para simular o custo de diversos serviços. Confira o resultado:

TROCAR AZULEJOS

PREÇO: de R$ 50 a R$ 120 (m²)
OBSERVAÇÕES: o trabalho inclui a retirada do material antigo, a substituição por azulejos novos, o assentamento com cola à base de PVA e a finalização do rejunte. Importante lembrar que o serviço fará muita sujeira e quebra-quebra. Prepare-se!

TROCAR LOUÇAS E METAIS

PREÇO: de R$ 185 a R$ 2 mil (m²)
OBSERVAÇÕES: ao fazer as trocas, o ideal é colocar tudo novo , inclusive válvulas e mangueiras. Por isso, não estranhe a variação de preço (já que os orçamentos consideram a qualidade e a quantidade dos produtos).

TROCAR PISOS

PREÇO: de R$ 50 a mil reais (m²)
OBSERVAÇÕES: o preço varia de acordo com a qualidade do material e a complexidade do serviço. No caso de modelos de madeira, por exemplo, o m² pode chegar a R$ 400.

PINTAR PAREDES

PREÇO: de R$ 25 (duas demãos) até R$ 60 (m²)
OBSERVAÇÕES : nos orçamentos mais baratos a aplicação de massa corrida não está inclusa. Isso significa que a parede tem que estar preparada para receber a tinta. Se quiser incluir o processo de massa acrílica, o preço vai dobrar.

PINTAR FACHADAS

PREÇO: de R$ 22 a R$ 145 (m²)
OBSERVAÇÕES: Mesmo bastante variável, o valor do orçamento inclui apenas a pintura com duas demãos, sem a presença da massa corrida.

INSTALAR MOLDURAS DE GESSO

PREÇO: de R$ 20 a R$ 45 (metro linear)
OBSERVAÇÕES: o ideal é que a reforma do ambiente esteja acabada – ou faltando somente a pintura – para que o serviço com a moldura não danifique outros trabalhos.

TROCAR PORTAS E JANELAS

PREÇO: de R$ 121,51 a R$ 288,30 (unidade)
OBSERVAÇÕES: no orçamento está incluso desde a substituição dos objetos até o processo de acabamento.

COLOCAR / TROCAR CARPETES

PREÇO: de R$ 23,50 a R$ 74,67 (m²)
OBSERVAÇÕES: nesse serviço o profissional irá instalar o carpete no contra-piso já existente e fará o acabamento necessário.

INSTALAR PAPEL DE PAREDE

PREÇO: de R$ 6,70 a R$ 55 (m²)
OBSERVAÇÕES: para um resultado mais satisfatório, o melhor é que a parede esteja tratada e sem umidade. No valor do orçamento está incluso a fixação do papel com cola à base de PVA.

TROCAR ENCANAMENTO

PREÇO: R$ 33,50 (água fria), R$ 40 (água quente) e R$ 55 (esgoto) (m²)
OBSERVAÇÕES: trocar o sistema hidráulico dá trabalho e, no caso de pontos quentes, o valor da reforma pode ficar um pouco mais caro.

TROCAR INSTALAÇÃO ELÉTRICA

PREÇO: de R$ 40 a R$ 156,70 (unidade)
OBSERVAÇÕES: o orçamento leva em conta a substituição de tomadas, interruptores e luminárias. Para fiação, o preço pode variar de acordo com dificuldade do sistema.

Continue lendo…

Bookmark and Share

A Caixa Econômica Federal anunciou nesta quarta-feira (10) a redução de tarifas prioritárias para pessoas físicas e jurídicas e da Cesta de Serviços Padrão para pessoas físicas. O corte chega a 25% e atinge ainda serviços como transferência por meio de DOC ou TED, saques e fornecimento de extrato. As reduções começam a valer a partir de segunda-feira (15).

Na segunda-feira (8), o Banco do Brasil também comunicou a redução dos preços de sete pacotes de serviços e de 24 tarifas. Os percentuais de redução chegam a 34% e também entram em vigor a partir da próxima segunda-feira. De acordo com o banco, haverá queda em “24 tarifas prioritárias, com impacto principalmente sobre as utilizadas de forma massificada pela maioria dos cidadãos”.

Segundo informou a Caixa, a redução vale para clientes antigos e novos, independentemente do tipo de relacionamento que tiver com o banco. “Para beneficiar os novos clientes da instituição, a Caixa lança a ação promocional de isenção da tarifa de confecção de cadastro, no valor de R$ 30,00 para pessoas físicas e de R$ 28,50 para pessoas jurídicas”, disse, em comunicado.

A tarifa para fornecimento de segunda via de cartão com função débito cairá de R$ 7 para R$ 5,35 e para exclusão do cadastro de emitentes de cheques sem fundos passará de R$ 30 para R$ 28,50.
A medida visa, entre os outros objetivos, “ampliar o nível de relacionamento com seus clientes”.

Pacote de serviços
Para a Cesta de Serviços Padrão de pessoas físicas, que inclui os serviços de saque, extrato e transferência de valores entre contas na própria Instituição, a tarifa passou de R$ 10,00 para R$ 9,50.

Fonte: G1

Bookmark and Share