Declarar o Imposto de Renda Pessoa Física 2013 (ano-base 2012) na versão completa – modelo de entrega da declaração em que o contribuinte tem que detalhar e deduzir os ganhos e despesas do ano anterior – só compensa para quem conseguir juntar recibos de despesas que podem ser abatidas e cuja soma seja maior que 20% do rendimento anual, limitado a R$ 15.197,02.

Quem não tiver gastos anuais dedutíveis acima deste valor, não precisa se preocupar em localizar todos os recibos do ano passado: pode fazer o ajuste com a Receita Federal usando o modelo simplificado de declaração, que não exige comprovação e deduz 20% do rendimento anual do contribuinte.

Dúvidas? Compare

Os programas ReceitaNet e IRPF 2013 possibilitam que quem estiver indeciso sobre qual a melhor opção de entrega da declaração tire “a prova real”. O declarante abre na mesma tela as simulações de declaração nas versões completa e simplificada. O contribuinte pode fazer a simulação da completa e comparar o resultado. Caso a simplificada seja mais vantajosa, é possível converter automaticamente no programa.

Deduções na completa

O primeiro passo é prestar atenção ao que pode e o que não pode ser abatido da renda a ser tributada pelo Leão. Podem ser deduzidas apenas as despesas com instrução, saúde, previdência, pensão alimentícia, empregado doméstico e despesas de livro caixa.
Além disso, a Receita exige que o contribuinte informe o CPF ou CNPJ de todas as pessoas e/ou empresas que receberam os pagamentos. Para cada dependente incluído na declaração, será abatido R$ 171,97.

Veja mais detalhes sobre cada uma das deduções:
Despesas médicas
Inclui os gastos com clínicas, hospitais, médicos e plano de saúde para titular ou dependentes. Não há limite de valor para as deduções. Despesa odontológica também é despesa médica; gastos com medicamentos ou clínicas veterinárias não podem ser inclusos nos descontos.
Despesas de outras pessoas pagas pelo contribuinte (como consultas médicas de parentes ou amigos) não podem ser abatidas; só se forem contas de dependentes.

Leia mais…

Bookmark and Share

Ao contrário do que muitos imaginam, este item indispensável para noites tranquilas de sono, o travesseiro também tem validade. Claro, uso depende da qualidade, mas o prazo varia de um  a três anos. Mas os especialistas indicam que a troca seja feita no prazo máximo de dois anos.

E se você é daqueles que acham que isso é uma besteira, saiba que uso inadequado do travesseiro pode causar vários problemas, como os listados abaixo:

  • Alergias: O tempo de uso, pode favorecer com que  ácaros e fungos se acumulem. Os mais alérgicos, que já sofrem de rinite, sinusite podem acabar se prejudicando ainda mais.
  • Dores: A função do travesseiro é a de manter a cabeça e o pescoço alinhados à coluna cervical, com isso sua noite de sono será espetacular, mas com o uso suas características acabam sendo deformadas e dores no pescoço e costas podem ocorrer além da intensa sensação de cansaço.

É preciso verificar atentamente o prazo de validade estipulado pelo fabricante e  não adiar a troca dos seus travesseiros.

Fonte: Zevariedades

Bookmark and Share

Se você não tinha animais de estimação antes, a especialista em animais Nikole Gipps sugere esperar até que a criança tenha pelo menos 3 anos, para aí sim comprar ou adotar um cão ou um gato. Um dos motivos é que a chegada de um bicho de estimação em casa dá trabalho, e crianças pequenas dão mais trabalho ainda, por isso a confusão pode ser grande demais de uma vez só para a família.

Além do mais, quando o novo mascote chega em casa, sempre há um período de adaptação, durante o qual certamente vão acontecer acidentes.

É importante, portanto, que a criança tenha certa maturidade para lidar com o comportamento desconhecido do novo animalzinho. E saiba que só dá para contar com a ajuda da criança em relação aos cuidados com o bicho de estimação quando ela tiver no mínimo 7 ou 8 anos.

Outra dica: em vez de um filhote, pense na possibilidade de ter um “jovem adulto”, um cão ou gato de entre 1 e 5 anos. Nessa idade, os bichos já estão mais calmos, e ao mesmo tempo não são tão frágeis como quando eram filhotinhos. É uma ótima oportunidade para adotar um bichinho, em vez de comprar.

Quando for adotar, pergunte às pessoas responsáveis pelo animal como é o comportamento dele com crianças. Você pode pegar um sobrinho um pouco mais velho que seu filho “emprestado” para ver como o cachorro ou gato se comporta com uma criança. Se o bichinho já tiver morado em uma casa com crianças (e sem problemas), melhor.

Continue lendo…

Bookmark and Share

Pra quem gosta de ler, livros são muito mais do que objetos de leitura ou decoração. São uma verdadeira paixão. Tanto que, ás vezes, podem causar até ciúmes, pois quando alguém chega perto e começa a mexer em seus livros você pode ficar extremamente incomodado.

Os apaixonados por livros nunca acham que tem e/ou sabem o suficiente, querem sempre aumentar o acervo da sua biblioteca pessoal, que com o tempo acaba ficando confusa e desorganizada, e encontrar aquele título que você precisa pode se tornar uma verdadeira missão.

Confira 5 dicas de como deixar sua biblioteca mais bonita e organizada:

1. Seleção

Selecione os seus livros e de forma criteriosa, analise todos com atenção. Separe os que você realmente acha necessário dos que você acha que não vai mais utilizar. Você pode vender ou até mesmo fazer uma doação. Passe o conhecimento adiante.

2. Biblioteca digital

Se você gosta de utilizar o computador ou outros aparelhos digitais, uma boa dica para poupar espaço é digitalizar / escanear algumas obras. Vale a pena lembrar que uma biblioteca digital também precisa de organização para facilitar as buscas. Por isso, crie arquivos com os nomes completos das obras e não se esqueça de digitalizar as capas e contra-capas.

3. Organização por categorias ou temas

Experimente organizar os livros por categorias (ficção, não-ficção, livros didáticos, infantis) ou por temas (culinária, turismo, religião), isso pode facilitar muito a localização. Separá-los por ordem alfabética, título ou autor, também pode ajudar. A maneira vai depender de como você conhece os seus livros e o que lhe vem primeiro à mente na hora de lembrar de um título.

4. Organização por cor

Separar os livros por cor pode ser uma maneira bastante divertida, pois vai deixar o visual da sua estante mais alegre e descontraído. Para isso, faça pilhas para cada cor e depois coloque todos os volumes nas prateleiras. Para ficar ainda mais bonito você pode separar as cores da mais escura para a mais clara ou vice e versa.

5. Decoração da casa

Feito tudo isso e ainda assim ficou faltando espaço nas prateleiras, experimente utilizá-los como objetos de decoração. Podem ficar empilhados em cima da mesa de centro, dentro de uma mala vintage ou ainda como suporte de tampos de vidro ou outros objetos.

Fonte: Barato Coletivo

Bookmark and Share

A Secretaria da Receita Federal, que divulgou nesta terça-feira (19) as regras do Imposto de Renda 2013, ano-base 2012, lembra que os contribuintes podem optar por dois modelos na entrega do documento: o simplificado ou o completo.

A regra para fazer a declaração simplificada continua a mesma, ou seja, embute um desconto de 20% na renda tributável. Este abatimento substitui todas as deduções legais da declaração completa. No IR de 2013, o limite do desconto é de R$ 14.542,60, o que representa uma correção de 4,5% frente ao ano passado. Em 2012, o limite foi de R$ 13.916,36.

No caso da dedução por dependentes, possível apenas por meio da declaração completa, o valor subiu de até R$ 1.889,64 em 2012 para até R$ 1.974,72 na declaração do IR deste ano. Nas despesas com educação (ensino infantil, fundamental, médio, técnico e superior, o que engloba graduação e pós-graduação), o limite individual de dedução passou de até R$ 2.958,23, em 2012, para até R$ 3.091,35 na declaração de IR deste ano.

Para despesas médicas, as deduções continuam sem limite máximo. Podem ser deduzidos pagamentos a médicos, dentistas, psicólogos, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, fonoaudiólogos, hospitais, além de exames laboratoriais, serviços radiológicos, aparelhos ortopédicos e próteses ortopédicas e dentárias.

O limite de abatimento da contribuição patronal da Previdência Social incidente sobre a remuneração do empregado doméstico na declaração do Imposto de Renda 2013, ano-base 2012, é de R$ 985,96. Segundo a Receita Federal, esse valor corresponde à alíquota de 12% aplicada sobre o salário mínimo de R$ 622 vigente no ano passado. Caso o empregador pague mais de um salário mínimo, ele não pode abater todo o valor gasto com a contribuição patronal do INSS.

Fonte: G1

Bookmark and Share

A chegada de uma visita inesperada sempre traz à tona a famosa expressão “Não repare a bagunça”. Mas é possível esconder a desordem com medidas simples e rápidas. Fechar cortinas, quando a janela estiver suja, e guardar brinquedos em baús são bons exemplos do que pode ser feito em alguns minutos .

Na hora do aperto, não hesite em usar de tais segredos para deixar a casa mais arrumada (ou menos bagunçada, como preferir). Confira uma lista com algumas soluções muito práticas:

1) O varal está cheio de roupas? Nada melhor do que escondê-las na máquina de lavar e estender depois.

2) Que tal colocar a louça suja da pia dentro da lava-louças? Esconda tudo e se preocupe com a limpeza em outro momento.

3) Cestos e baús funcionam como elemento chave em organizações de minutos. Aposte na ideia mesmo na sala.

4) Use os famosos ‘porta-trecos’ em momentos de organizações rápidas. São práticos e sempre funcionam.

5) Antes da visita chegar, recolha os brinquedos, e o que mais estiver espalhado pelo chão, guardando tudo em cestos grandes.

6) Nada de sapatos espalhados! Junte todos os pares e guarde-os na sapateira mais próxima.

7) Coloque na estante os livros que estiverem espalhados pelos ambientes. Não se preocupe com a ordem, apenas com o senso estético.

8) Aromas pouco agradáveis conseguem ser disfarçados com o uso de aromatizantes e até especiarias fervidas (cravo, canela e noz-moscada)

9) As janelas estão sujas e você fica sem tempo de limpar quando as visitas chegam? Feche as cortinas e ligue o ar-condicionado.

10) Pelos no sofá podem ser retirados com o passar da ponta dos dedos de uma luva de borracha (levemente umedecida) sobre o estofado.

Fonte: Uol

Bookmark and Share

Se você pensar em todo o trabalho que sua maquina de lavar faz e tudo que vai nela, não é de se surpreender que de vez em quando sua máquina precise de uma limpeza completa. Existem alguns produtos comerciais vendidos para limpar a parte interna de sua maquina, mas você pode fazer isso com alguns produtos disponíveis em casa e um pouco de trabalho.

1) Vinagre. Adicione 1-2 xícaras de vinagre branco destilado em sua máquina de lavar. Ajuste a maquina para água quente se possível, colocando a maior carga de água possível. Deixe a máquina fazer seu ciclo completo de lavar e enxaguar. Isso mata mofos e bolores e ajuda a desprender a sujeira que se acumula no interior da maquina.

2) Sumo de limão ou lima. Se você está tendo problemas de ferrugem, adicione 1 xícara de suco de limão ou lima e deixe a maquina fazer um ciclo de lavagem. Isto também deve ser feito com a maior carga e com a água mais quente possível. (Se sua lavadora está mostrando sinais de ferrugem, é uma boa ideia entrar em contato com o fabricante ou alguém que conserte para descobrir o melhor a se fazer. A ferrugem é sinal de que o cilindro da máquina de lavar roupa está danificado.)

3) Bicarbonato de sódio. Termine colocando duas xícaras de bicarbonato de sódio na água e deixe o ciclo da água o mais quente possível, bem como em uma grande carga de lavagem. Isto irá remover manchas e terminar de tirar o acúmulo de detergentes e amaciantes. Se a sua lavadora estiver muito manchada e você não ligar de usar água sanitária, você pode adicionar duas xícaras desse produto também.

4) Enxague. Lave o interior da lavadora, executando um ciclo sem nada dentro da maquina.
Remova quaisquer peças que possam ser removidas e lave-as. Pegue o recipiente para amaciante, o recipiente para água sanitária, e o papa-fios (se algum destes elementos forem removíveis) e lave-os em água quente com sabão (detergente para prato é uma boa escolha para isso).

5) Limpe as partes difíceis de alcançar. É uma boa ideia limpar o lado de baixo da lavadora, onde a água as vezes espirra. Utilize uma esponja com água e vinagre (adicione 1 xícara de vinagre para um balde de água e utilize essa solução para a limpeza). Depois limpe o aro da lavadora (onde a porta ou tampa repousam). Limpe qualquer recipiente que não seja removível. Lave a parte inferior da tampa e limpe o agitador caso haja qualquer evidência de sujeira. (Cotonetes ou escovas de dente ou antigas podem ajudar a limpar cantos difíceis de limpar.)

6) Limpe o exterior. Usando um esponja com água e vinagre, limpe a frente da máquina de lavar, assim como quaisquer outras peças expostas. Conclua esfregando o topo da mesma.

7) Opcional – Limpe ao redor da lavadora e secadora e verifique as mangueiras. É uma boa idéia passar o aspirador de pó ao redor da máquina de lavar e secar, e esse é um bom momento para se fazer isso. Verifique o desgaste das mangueiras. A maioria dos fabricantes sugerem a substituição destas de cinco em cinco anos e localizar um desgaste antes disso pode economizar dinheiro e tempo ao evitar vazamentos e até explosões de mangueiras sob pressão.

Fonte: Como fazer tudo

Bookmark and Share

Entulhos da construção civil e da demolição são matérias primas importantes e de qualidade para a pavimentação de ruas e avenidas, entre outros espaços e vias. Pisos e pavimentos fabricados a partir do reaproveitamento desses resíduos permitem a drenagem do solo e evitam que milhares de toneladas sejam descartados diariamente no meio ambiente e em aterros.

Segundo a Associação Brasileira para Reciclagem de Resíduos da Construção Civil e Demolição (Abrecon), no Brasil são recolhidas oficialmente por ano cerca de 33 milhões de toneladas de entulho – material suficiente para construir quase 500 mil casas populares de 50 metros quadrados cada. Levando em consideração o preço do Custo Unitário Básico (CUB) médio brasileiro da construção em outubro de 2012 (R$ 1.001,47), são cerca de R$ 26 bilhões. Este valor pode ser ainda mais alto, já que a própria Abrecon admite que a quantidade descartada é muito maior que a oficial.

Na Europa e Estados Unidos os produtos da indústria de pavimento ecológico já são amplamente utilizados e esse segmento é consolidado no mercado. Os blocos de concreto reciclados estão se tornando opção no Brasil para obras de prefeituras e condomínios, entre outros. O pavimento ecológico significa economia de recursos naturais e, também, econômicos. Custa menos do que o pavimento convencional.

Para interessados em empreender nesse segmento, o Sebrae editou a cartilha Indústria de Pavimento Ecológico, integrante da série Ideias de Negócios Sustentáveis. Para acessá-la, basta acessar o site www.sustentabilidade.sebrae.com.br

Fonte: Atitude Sustentável

Bookmark and Share

Em situações de emergência, é muito comum abastecermos o carro em postos onde não conhecemos a procedência do combustível. Além disso, corremos o risco de colocarmos gasolina em um posto confiável e de carro ter uma série de “probleminhas” que antes não existiam. Por isso, vamos ajudá-lo a identificar os sinais quando o problema for combustível adulterado. Confira:

Passos

1) Se, ao sair do posto que acabou de abastecer, o carro falhar ou demorar para pegar potência, isso pode ser um grande indício de que a gasolina é adulterada;

2) Quando o carro, sem nenhum motivo aparente, perder o rendimento e gastar mais combustível, a procedência da gasolina pode estar comprometida;

3) Caso comece a sair água pelo escapamento, mesmo depois que o carro está funcionando, pode ser um sinal de utilização de combustível “batizado”

4) Quando o cheiro de combustível for similar ao odor de acetona, ou ainda, se intensificar logo após o abastecimento, pode ser um sinal de adulteração do combustível;

5) Se o carro morrer ao diminuir a velocidade ou mesmo parar num semáforo pode ser um sinal de combustível ruim;

6) O surgimento de barulhos no motor, popularmente conhecidos como “pinos batendo” ou “embaralhamento”, pode ser causado pela má qualidade do combustível;

7) Postos que oferecem um preço muito abaixo da concorrência, ou até mesmo promoções inesperadas podem estar “batizando” o combustível.

Importante

É muito raro uma pane no motor ser causada pelo consumo de combustíveis adulterados, porém eles ajudam e muito a danificar partes importantes do sistema. Procure abastecer de vez em quando com combustível aditivado que pode ajudar a prevenir alguns destes transtornos como sujeira nos bicos injetores e na bomba de gasolina.

Fonte: Bem Simples

Bookmark and Share

A inflação medida pelo Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) variou 0,41% na primeira prévia de fevereiro, taxa idêntica à registrada em igual período do mês anterior, de acordo com informações divulgadas nesta quinta-feira (7) pela Fundação Getulio Vargas (FGV). O índice é conhecido como a inflação do aluguel, por ser utilizado para reajustar a maioria dos contratos imobiliários.


O Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), conhecida como inflação do atacado e que integra o cálculo do indicador, variou 0,37%, contra 0,46% em igual período de janeiro.

Também usado no cálculo do IGP-M, o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) registrou oscilação de 0,20%, depois de variar 0,40% no mesmo período do mês anterior.

Com peso menor no cálculo do indicador, o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) apresentou, no primeiro decêndio de fevereiro, taxa de 1,15%. No primeiro decêndio do mês anterior a taxa foi de 0,08%.

Fonte: G1

Bookmark and Share