Engana-se quem pensa que o papel do vinagre, do bicarbonato de sódio e do sumo do limão é apenas temperar saladas e deixar um bolo mais fofinho.

Na hora da faxina, os três são os principais ingredientes de produtos de limpeza naturais, que não deixam resíduos irritantes ou prejudiciais à saúde, como os de cloro, formaldeído e solventes.

limpeza natural

De todos, o vinagre é o mais versátil: tira manchas de tecidos, neutraliza odores fortes, remove gordura e limpa azulejos, fogões e panelas, segundo a organização não-governamental Greenpeace (www.greenpeace.com.br).

Em vez de ir para a batedeira com outros ingredientes para fazer um bolo, o bicarbonato de sódio mostra sua faceta faxineira no banheiro. Serve para limpar pias, bidês e vasos sanitários.

Também substitui o cloro na remoção de limo. Basta deixá-lo agir por uma hora e depois retirar o limo com uma mistura de suco de limão e sal.

Outra função do bicarbonato de sódio é limpar panelas engorduradas ou manchadas. Pode ser colocado na panela enquanto ela estiver no fogo, até que ele queime e atinja a coloração marrom .

Continue lendo…

Bookmark and Share

O uso de substâncias químicas, como  pesticidas, embora eficiente no combate a pragas, via de regra se apresenta prejudicial à saúde e contaminante do meio ambiente. Além do mau cheiro e toxicidade ao serem inalados, ao atingirem o solo, essas substâncias são capazes de contaminá-lo, bem como os lençóis freáticos ou poços de água que abasteçam as residências. Em seu uso na agricultura, no combate a pestes que se instalam nas plantações e acabam comprometendo a produção de legumes, verduras e frutas, acabam por levar riscos aos consumidores que não tomarem os cuidados necessários à descontaminação destes alimentos. Aproveite e confira aqui algumas dicas sobre como evitar esse risco de forma sustentável.

Outra forma usual na aplicação de pesticidas se dá no combate a alguns insetos domésticos, a exemplo de formigas, insetos que ao trafegar por locais contaminados, como lixo e esgoto, se transformam em vetores mecânicos de organismos patogênicos, podendo acarretar doenças diversas, principalmente aquelas relacionadas a problemas gastrointestinais. A solução mais frequente é a aplicação de inseticidas, mas estes trazem riscos equivalentes aos que há pouco mencionamos. Como alternativa a essas substâncias, há algumas maneiras mais sustentáveis e ecológicas, como o uso de materiais biodegradáveis. Acompanhe aqui algumas dicas que poderão ajudar na eliminação do problema.

Crie um conjunto de alternativas baseadas nos seguintes ingredientes: sal, limão, vinagre e água em medidas iguais, cascas de laranja com água, vaselina, pimenta de Caiena, giz, fita adesiva, farinha de milho, água fervente e bicarbonato de sódio e vinagre.

Você pode usar esses ingredientes de dois métodos: o de aplicação direta e o de prevenção.

- Aplicação direta

.Borrife as formigas com água e vinagre em medidas iguais. O baixo Ph da mistura deverá exterminá-las sem danificar os móveis, lembrando que vinagre e bicarbonato de sódio também são ótimos ingredientes para limpeza de superfícies. Veja maisaqui.

.Quando vir uma formiga, use uma fita adesiva sobre ela e pressione com os dedos, repetindo o processo até o término da cola da fita e capture o maior número possível de formigas.

.Alimente-as com farinha de milho. Este método consiste em dificultar a digestão das formigas e com isso provocar sua morte.

 

- Prevenção

Identifique o percurso que as formigas fazem e busque encontrar sua origem.

.Procure por áreas em sua casa que podem servir como entradas para as formigas. Isso inclui buracos, janelas, portas de entrada de animais, rachaduras. Depois de encontradas essas áreas, use algumas dessas técnicas de prevenção.

.Espalhe sal nas superfícies planas, como, por exemplo, as janelas. Diferentemente do açúcar, as formigas não vão mais incomodar.

.Desenhe barreiras com o giz. Com o giz grudado nas paredes e frestas das portas, as formigas vão desistir de ficar, porque não gostam do carbonato de cálcio presente no giz.

.Esprema limão nas bordas que ficam expostas ao ar livre. O forte cheiro cítrico do limão vai espantar as formigas.

.Cubra fendas e rachaduras ocupadas pelas formigas com Pimenta de Caiena. Mas faça isso fora do alcance dos animais domésticos, para que eles não tentem cheirar ou lamber a pimenta.

.Nas superfícies maiores, borrife a mistura de água e vinagre.

.Espalhe cascas de laranja em torno do alicerce da sua casa ou nos formigueiros. Novamente, com o cheiro cítrico da fruta as formigas devem evadir.

.Passe vaselina ao longo das bordas dos seus recipientes. Use isso nas tigelas dos seus animais de estimação que, como ficam em contato com o chão, podem atrair muitas formigas. Com isso, elas não vão mais incomodar o seu bicho quando  ele estiver comendo.

. O cravo também ajuda a espantar as formigas. Basta você adicioná-lo um pouco dentro do açucareiro e nos pratos que ficam em volta dos bolos que elas somem rapidinho.

Outro método eficaz no combate às formigas é você deixar sua casa limpa. Não deixe migalhas espalhadas pelo chão e limpe com frequência sua bancada, principalmente a da cozinha.

Lembre-se também que as formigas são parte da cadeia alimentar. Não elimine todas as que vivem no seu bairro, concentre-se em proteger apenas a sua casa.

Veja aqui um vídeo demonstrativo dessas técnicas.

Fonte: ECycle

Bookmark and Share

A Construção Energitérmica Sustentável é um tipo de edificação que surgiu na Europa. A característica principal desse tipo de arquitetura é o uso de materiais leves de aço, o Stell Frame, ou de madeira, a Wood Frame, que são unidas por placas estruturais, podendo ser usadas em casas com até cinco pavimentos. A construção se torna rígida e resistente e permite que o acabamento seja feito com qualquer tipo de material, dando ares modernos e bonitos às casas.

sistema-construtivo-steel-frame-lp-brasil-g

Ecologicamente correta
As Construções Energitérmicas Sustentáveis apresentam a vantagem de serem sustentáveis, pois causam poucos impactos negativos no meio ambiente, já que os materiais utilizados emitem baixos índices de CO2 (cerca de cinco vezes menos do que construções tradicionais). Essas construções também geram poucos resíduos, evitando a poluição do meio ambiente, e reduzem gastos com água e energia durante o processo de edificação ou reformas.

Vantagens
As edificações do tipo Energitérmica Sustentável apresentam estruturas mais duradouras do que as comuns, suportando ventos de até 300 km/h, além de um excelente isolamento térmico e acústico.

Mais uma vantagem é que o tempo da construção de um imóvel energitérmico é menor, pois os materiais já são comercializados de maneira pronta para serem usados, dispensado lixamentos e outros procedimentos que atrasam a obra.

Empresas no Brasil
A quantidade de empresas que trabalham com as Construções Energitérmicas Sustentáveis vem crescendo no Brasil. Atualmente, são mais de 20 construtoras espalhadas pelo país, como a Global Wood, a LP Brasil, a Dry Wall Curitiba, a Artetecta, a Better Light, entre outras.

Preço
Além de reduzir o tempo da obra, as Construções Energitérmicas trazem retorno financeiro em curto prazo para os construtores e apresentam menor custo para o contratante. Isso se deve ao fato de que essas construções não geram desperdícios de materiais, permitindo que o processo de edificação seja fiel ao planejamento financeiro. Uma casa Energitérmica Sustentável custa, em média, 30% menos do que construções convencionais.

Fonte: Atitude Sustentável

Bookmark and Share

A importância de reutilizar materiais e contribuir para um planeta sustentável é algo cada vez mais divulgado nos meios de comunicação. Mesmo assim, muitas pessoas ainda relutam em fazer a sua parte, seja por falta de conhecimento e educação sobre ou tema ou por simples falta de iniciativa.

01-Porta-copos-de-CD

Para reaproveitar materiais que antes seriam descartados e que, teoricamente, não teriam mais utilidade, é preciso usar a criatividade. Um bom exemplo disso são os velhos CDs e DVDs, que dificilmente podem ser usados novamente quando sofrem danos. Nesses casos, o principal destino acaba sendo a lixeira.

Apesar de parecerem inúteis quando estão danificados, os antigos discos podem ainda ter utilidade se forem reaproveitados como porta-copos. Com poucos ajustes, eles tornam-se uma alternativa barata e interessante para colocar os seus recipientes na mesa e impedir que ela fique molhada enquanto você toma um café, uma água ou um refrigerante.
Saiba como fazer um porta-copos com CDs e DVDs velhos.

Clique aqui e confira o passo a passo

Bookmark and Share

Antes de descartar suas escovas de dentes velhas, pense que se não são mais úteis para seu fim original, mas talvez algumas outras tarefas possam fazer bom uso do produto e estender a sua vida útil.

escova usada

Pesquisamos algumas tarefas que ao serem feitas com o auxílio de uma escova de dentes usada podem se tornar mais simples e práticas. Aproveitamos para recomendar substâncias auxiliares que reduzam o uso de artigos de limpeza e compostos químicos, eventualmente baseados em petróleo ou mesmo que possam ser agressivos ao meio ambiente.

Acompanhe aqui algumas dicas sobre como reutilizar escovas de dentes usadas para a limpeza:

Nos rejuntes da azulejos ou pisos – Aplique uma mistura de bicarbonato de sódio e vinagre e depois esfregue essa solução com a escova. Ótimos resultados.

Em molduras dos quadros e espelhos – Para fazer isso basta ter uma escova de dente usada e um pouco de detergente (que tal uma receita de detergente caseiro sustentável). Após separar esses materiais, limpe a estrutura com um pano macio, mergulhe a escova de dentes em uma mistura contendo água morna e algumas gotas do detergente. Esfregue suavemente o quadro com sua escova, ela lhe auxiliará no acesso as frestas e fissuras da moldura.

No entorno da torneira da pia – Ao pensarmos em lugares “sujos” em nossas casas e cuidados necessários com a limpeza extrema, ralos e banheiros logo vem à cabeça, mas a pia é também um dos lugares mais sujos de uma residência. Para sua limpeza normalmente usamos detergentes ou sabões em sua lavagem, entretanto ambas são opções que podemos substituir – por uma pegada mais leve e não menos higiênica – por uma mistura de bicarbonato de sódio e água morna em partes iguais. Com essa solução, mergulhe a escova de dentes e esfregue todas as partes da torneira e as juntas em torno da pia. Você vai se impressionar com a quantidade de sujeira que vai aparecer, ou melhor, desaparecer.

Nos trilhos das portas de vidro deslizantes – Caso você tenha em seu banheiro portas de vidro deslizantes e não tenha ideia sobre formas práticas de limpeza dos seus trilhos, uma escova de dente usada resolve seu problema. Mas antes limpe o grosso da sujeira com um pano e em seguida use a escova para limpeza dos cantos mais profundos dos trilhos. Fazendo isso você irá evitar o acúmulo de resíduos que por vezes dificultam o movimento de abrir e fechar das portas.

Quando as escovas estiverem totalmente desgastadas ao ponto de não oferecerem condições de uso para quaisquer outros fins, descarte-as cuidando para que sejam encaminhadas para a reciclagem do plástico. Caso tenha dificuldades em encontrar locais para o descarte adequado, oferecemos uma busca por postos de descarte mais próximos de você para onde possa levar sua escova de dentes usada e todos os outros materiais recicláveis que tenha em sua casa.

Por fim, o prazo estimado para a troca de escovas é da ordem de três meses. Por vezes, no entanto, nos deparamos com a necessidade de descartá-las em prazos menores em razão de seu desgaste. Isso não deve ser considerado como normal e pode ter relação com a maneira como estamos escovando os dentes. É um equívoco imaginar que a boa escovação esteja relacionada à forte pressão com a escova sobre os dentes ou com uma grande quantidade de pasta de dentes. Isso somente poderá significar danos as escovas, ferimentos nas gengivas, riscos de prejuízo ao esmalte, manchas e dependendo da quantidade de flúor até comprometimento dos dentes.

Fonte: Vida Organizada

Bookmark and Share

Iluminação

  • Use lâmpadas que sejam adequadas a cada ambiente. Na cozinha e no banheiro, por exemplo, você pode utilizar lâmpadas frias, que duram mais.
  • Durante o dia, prefira iluminação natural.
  • Apague as luzes quando sair de um cômodo.
  • Pinte as paredes e o teto com cores claras, pois elas refletem melhor a luz, diminuindo a necessidade de luz natural.
  • Use iluminação direta para leitura, trabalhos manuais etc.

Geladeira

  • Freezer não tem dica! Se você quer economizar, não tenha um freezer, pra começar (a não ser que você seja dono de um açougue).
  • Quando for fazer comida, tire todos os alimentos que irá precisar de uma vez, para evitar ficar abrindo e fechando a geladeira.
  • Mantenha a borracha de vedação em bom estado para não escapar o ar frio.
  • Não coloque em seu interior alimentos ainda quentes.
  • Não use a parte traseira dos aparelhos para secar roupas.
  • Mantenha limpas as serpentinas da parte traseira do aparelho.
  • Instale seu aparelho em local ventilado, fora do alcance de raios solares e longe do fogão.
  • Deixe um espaço mínimo de 15 cm dos lados, acima e no fundo do aparelho em caso de instalação entre armários e paredes.
  • Não forre as prateleiras com vidros ou plásticos, pois isso dificulta a circulação do ar.
  • Não desligue o aparelho à noite para ligá-lo na manhã seguinte.
  • Faça o degelo quando a camada de gelo atingir a espessura de aproximadamente 1 cm.
  • No inverno, regule o termostato para uma posição de frio não muito intenso.
  • Durante ausências prolongadas, esvazie o aparelho e o desligue da tomada.

Chuveiro

  • Usar sempre o chuveiro elétrico na posição “verão”. Na posição “inverno” o consumo de energia é 30% maior.
  • Evite banhos demorados. Seja o mais rápido possível.
  • Desligue o chuveiro quando estiver se ensaboando.
  • Conserve limpos os orifícios por onde passa a água.
  • Evite usar o chuveiro nos horários de pico de consumo de energia – entre as 17 e as 22h.
  • Não reaproveite uma resistência queimada. Além de ser perigosa, essa prática eleva o consumo.

Televisão

  • Use o timer da TV para controlar o tempo que passa em frente ao aparelho.
  • Não deixe a TV ligada enquanto você não estiver assistindo.
  • Evite dormir com a TV ligada, mesmo com o timer programado.
  • Utilize televisores mais modernos, que gastem menos energia.

Máquina de lavar roupa

  • Somente lavar roupas na máquina quando atingir a quantidade máxima suportada.
  • Limpe com freqüência os filtros.

Ferro de passar roupa

  • Passe todas as roupas de uma vez, ao invés de passar uma camisa hoje e outra amanhã.
  • Evite ligar o ferro simultaneamente com outros aparelhos elétricos. Esse eletrodoméstico sobrecarrega a rede de energia.
  • Não deixe o ferro elétrico ligado sem necessidade.
  • Siga as instruções de temperatura para cada tipo de tecido e passe primeiro as roupas que necessitem de temperaturas mais baixas.

Ventilador

  • Dimensione o aparelho para que pegue todo o ambiente.
  • Só ligue o ventilador quando estiver no ambiente.

Dicas gerais

 

  • Não deixe que existam em sua casa fios mal emendados, desencapados ou mal isolados.
  • Use fios de diâmetro correto para cada finalidade e não emende fios de espessuras diferentes.
  • Evite usar aparelhos elétricos no horário de pico de consumo – entre as 17h e 22h.
  • Desligue a chave geral da casa quando sair em viagem longa.
  • Dê preferência a eletrodomésticos com selo do Procel de Economia de Energia. Esses aparelhos foram aprovados por centros de pesquisas do governo no quesito economia de energia.
Fonte: Vida Organizada
Bookmark and Share

Por garantirem o estilo de vida contemporâneo sem agravar a poluição e o aquecimento global, as energias alternativas despertam cada vez mais interesse. Ambientalmente responsável, o uso de fontes “limpas” de energia ainda permite economizar com a conta de luz todo mês, o que as torna ainda mais desejáveis.

A energia eólica, proveniente dos ventos, é uma das principais soluções para a obtenção de uma energia limpa, criada sem detritos ou consequências negativas para nosso meio ambiente. A vista das vastas “fazendas”, formadas por inúmeros geradores eólicos, parecidos com gigantes moinhos de vento, já é familiar em algumas partes do país, como no nordeste onde realizam a captação pública de energia.

Mas é possível ter geradores de menor porte, para abastecer apenas uma família? Geradores eólicos residenciais ainda são pouco utilizados no país, mas há muitos que apostam que essa solução ganhará muita força nesta nova década.

Há poucos pontos contra os geradores eólicos residenciais. O primeiro deles seria o ruído que as pás podem causar, incomodando o proprietário e vizinhos. No entanto a verdade é que os geradores contemporâneos trabalham com a aerodinâmica de tal forma que o ruído foi muito diminuído, tornando essa questão realmente secundária.

Outro problema é a rotação das pás atrair passarinhos e morcegos, causando dano ambiental. Estudos demonstram, no entanto, que o uso de cores mais fortes nas pás contrabalança esse problema.

Como funciona um gerador eólico?
Um gerador eólico é uma maquina formada basicamente pela união de três partes: o rotor, o gerador e a torre.

Leia mais…

Bookmark and Share

1. Banho rápido
Se você demora no banho, você gasta de 95 a 180 litros de água limpa. Banhos rápidos (de no máximo 15 minutos) economizam água e energia.

2. Escovando os dentes
Se a torneira ficar aberta enquanto você escova os dentes, você gasta você gasta até 25 litros de água. Então, o melhor é primeiro escovar e depois abrir a torneira.

3. Torneira fechada
Torneira aberta é igual a desperdício. Com a torneira aberta, você gasta de 12 a 20 litros de água por minuto. Se deixar pingando, são desperdiçados 46 litros por dia.

4. Descarga
Uma descarga chega a utilizar 20 litros de água em um único aperto! Então, aperte a descarga apenas o tempo necessário.

5. Lavando louça
Ao lavar louças, não deixe a torneira aberta o tempo todo (assim você desperdiça até 105 litros). Primeiro passe a esponja e ensaboe e depois enxágüe tudo de uma só vez.

6. Lavando o carro
Lavar o carro com uma mangueira gasta até 560 litros de água em 30 minutos. Quando precisar lavar o carro, use um balde!

7. Mangueira, vassoura e balde
Ao lavar a calçada não utilize a mangueira como se fosse vassoura. Utilize uma vassoura de verdade e depois jogue um balde d’água (assim você economiza até 250 litros de água).

8. Jardim
Regando plantas você gasta cerca de 186 litros de água limpa em 30 minutos. Para economizar, guarde a água da chuva e regue sempre de manhã cedo, evitando que a água evapore com o calor do dia.

9. Aquário
Quando for limpar o aquário, aproveite a água para regar as plantas. Esta água está enriquecida com nitrogênio e fósforo, o que faz muito bem para as plantas.

10. Pressão política
Não adianta só economizar: é preciso brigar por políticas que cuidem dos rios e lagos e garantam água potável para todos.

Fonte: 360 Graus

Bookmark and Share

Num momento em que o desperdício e a funcionalidade aliada ao respeito ambiental são discutidos, ideias fervilham na direção de oferecer alternativas melhores para o planeta.

 

A revista “Exame” apontou cinco invenções que podem melhorar a vida das pessoas e estão presentes na lista de vencedores do prêmio Innovation Award, oferecido pela publicação Popular Science, dos Estados Unidos.

1) Os veículos automotivos são os principais poluidores da nossa atmosfera. Considerando o crescente aumento das frotas, motores mais eficientes, que consumam menos combustível e que o aproveitem melhor podem ser uma alternativa.
Pensando nisso, Frank Will, da Deakin University, criou o Over7. Ao aquecer o óleo a temperaturas maiores, o motor consegue ganho de 7% em eficiência de consumo de combustível e 30% menos emissões de gases poluentes.

2) A água é um dos maiores tesouros oferecidos pela Terra. Por mais que se tenha um cuidado especial contra o desperdício, atividades como o banho inevitavelmente acabam desperdiçando esse recurso. O engenheiro britânico Peter Brewin pensou sobre a questão e criou um chuveiro que recicla água. O processo é similar ao da pasteurização do leite, retirando 100% das impurezas. O inventor afirma que o invento promove 70% de economia de água e energia.

3) O Sensastep também figura na lista, oferecendo auxílio na caminhada de pacientes que sofrem de problemas motores, substituindo a bengala ou o andador. O invento consiste em 3 sensores, posicionados na sola do calçado, no tornozelo e no ouvido do usuário. O contato da sola com o chão envia um sinal para os demais receptores, proporcionando a percepção da área em contato e do tipo de superfície.

4) A tecnologia no campo audiovisual está evoluindo a passos largos. A empresa Innovega figura na lista com o iOptik, que permite assistir a filmes, ter acesso às redes sociais e jogar games direto nas lentes de seus óculos. O invento, baseado em realidade aumentada, permite ao usuário liberdade de campo visual, sendo possível então a execução de multitarefas.

5) Os bombeiros exercem uma das profissões mais exaustivas e perigosas que existem. O calor excessivo ao qual são submetidos pode motivar parada cardíaca súbita. Uma ideia simples, que aproveita a estrutura já presente nos caminhões, promete melhorar as condições de trabalho dos profissionais. Michael Robinson inventou um vaporizador que utiliza uma das bocas para mangueiras. A ideia é oferecer uma fonte de refresco antes, durante e depois das operações, evitando desmaios e aumentando a produtividade e o conforto dos bombeiros.

Ideias simples, que têm em comum a vontade de seus inventores em melhorar a vida de pessoas. De qual invenção você mais gostou?

Fonte: Greenstyle

Bookmark and Share

Uma equipe de pesquisadores do IAU-USP (Instituto de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo, em São Carlos), em parceria com a EESC (Escola de Engenharia da USP), desenvolveu um concreto sustentável que possui em sua composição areia obtida a partir de resíduos de usinas de fundição que seriam descartados em aterros.

A produção ainda não tem escala comercial e foi desenvolvida apenas em testes, mas entrou no processo de patenteamento recentemente. “Conseguimos a patente provisória em julho, e, se tivesse escala, o produto já poderia entrar no mercado”, aponta o professor Eduvaldo Sichieri.

Segundo Sichieri, coautor da pesquisa, uma das vantagens da aplicação é que, por meio dela, evita-se a retirada de areia do leito de rios, ao mesmo tempo em que os aterros deixam de ser sobrecarregados com resíduos. “É duplamente sustentável.”

Continue lendo…

Bookmark and Share